Antonio Cacciolari

Um exemplo de tantos outros, ele tinha tudo para ser apenas mais um bom  lençoense, ter contribuído discretamente para com o progresso desta terra. É, mas não foi assim que ele se comportou. Antonio Cacciolari  queria ser útil à comunidade, ter participação ativa na vida da cidade e ele conseguiu. Esse  lençoense extremoso nasceu no dia  23 de dezembro de 1909. Ele era filho do casal Afonso Cacciolari e Anna Dal Possi. Dividia em cuidados dos pais com os Irmãos: Albino, Eduardo, Cecília, Amélia, Josephina, Luiza Rosa, Assumpta, e Maria. Jovem Ainda, conheceu Maria Amabile Frezza Cacciolari, filha de Felício Frezza e Uzilde Bergamaschi. Casou-se com ela e teve três filhos: Meire Cacciolari Moretto, casada com Alexandre Moretto que geraram os seguintes Filhos: Maria Dolores Moretto, Alexandre Moretto Junior, Eduardo Antonio Moretto, e Luiz Fernando Moretto. Mirian Cacciolari Paccola, casada com Edson Paccola geram s filhos: Camila, Gustavo, Guilherme, Lucila, Luciana, Carina Paccola e Edson Luiz Junior. O terceiro filho do homenageado é Moacir Cacciolari casado com Amélia Aparecida Ferrari Cacciolari. Dessa união nasceram os filhos: Cassiano Ferrari Cacciolari e Rogério Ferrari Caciolari.
Antonio Cacciolari era tido como homem de fibra, trabalhador e honesto. Ligado às lides do campo, dedicou-se à agricultura e pecuária. Sua propriedade agrícola era localizada onde se encontra hoje a Vila capoani, no centro de Lençóis Paulista.