Arthur do Prado Lima

arthur-prado

Arthur do Prado Lima  nasceu no dia 06 de maio de 1909, na fazenda Patos, município de Pederneiras/SP.  Casou-se com a senhora Anésia de Oliveira Lima no dia 23 de fevereiro de 1925, em Campos Novos, município de Palmital/SP. Seo Arthur e dona Anésia  tiveram 8 filhos: Mário, Eduardo, Alaor, Jorge, Izabel, Pedro, Teresa e José Prado de Lima, (Pradinho). Após o casamento, mudou-se para a cidade de Ourinhos onde trabalhou como retireiro. Pouco tempo depois se mudou para a fazenda Patos, em Pederneiras, de propriedade de seu sogro Silvério Bento de Oliveira. Com a família do sogro, trabalhou no cultivo de cereais e cana de açúcar.  Como sempre gostou da lida com gado, não demorou para seo Arthur se tornar tropeiro, domador de cavalos e renomado castrador de porcos, além de grande pescador. Mais tarde, muda-se com a família para Lençóis Paulista onde foi trabalhar como retireiro na fazenda da Família Garrido. Depois, seo Arthur se tornou comerciante nas áreas de frangos, suínos e aguardente e encerrou suas atividades, já bastante idoso, como carroceiro.
Com as pertinentes dificuldades de pessoas simples, seu Arthur deu possibilidades para que seus filhos pudessem arrumar emprego, estudar e constituir família. Os filhos mais velhos, Mário e Eduardo morreram ainda criança. O primeiro morreu com um ano e seis meses, e o segundo com sete meses de idade. Alaor (falecido) trabalhou na área de transportes rodoviários; Jorge aposentou-se como 1º sargento da Policia Militar; Izabel que se casou com Edenil Machado (falecido) estabeleceu-se no comércio de bebidas; Pedro (falecido) se especializou em metalurgia e comércio; Tereza que casou-se com José Carlos (falecido) se estabeleceu no comércio, é proprietária das Cortinhas Prado; José Prado de Lima, (Pradinho) foi servidor público municipal durante 35 anos, vereador, vice-prefeito e prefeito de Lençóis Paulista no período de 1997 a 2000. Como justa homenagem, os nomes de seo Arthur e dona Anésia estão perpetuados em ruas da cidade.