Atleta lençoense na seleção brasileira

Saiu a convocação para os atletas da Seleção Brasileira de Basquete e há um lençoense entre eles. É o ala Guilherme Bento do Carmo, o Gui, 20 anos e 1,92m, atualmente jogando pelo Pinheiros. Guilherme Bento do Carmo, o Gui, começou treinar basquete aos 9 anos, nas escolinhas de formação em Lençóis Paulista (através da Associação Lençoense de Basquetebol – Alba, mantida pela Prefeitura Municipal/Diretoria de Esportes, Grupo Lwart e Lutepel), com os técnicos Leonardo Henrique de Oliveira, o Dudu, e João Paulo Paschoarelli. Jogou pelas categorias de base até os 17 anos, onde disputou diversas competições – como a Liga Regional, Joguinhos da Juventude, Copa São Paulo e Jogos Regionais.
“É um orgulho ser lençoense e estar diretor de Esporte de Lençóis Paulista e receber uma notícia como esta. Isso é uma prova de que o dinheiro colocado no esporte, tanto pela Prefeitura por meio de seus projetos, como pelas empresas, não é um gasto, mas um investimento no futuro”, diz o diretor de Esportes de Lençóis, Raphael Blanco.
“O Gui fez parte da geração 97, que jogou o Campeonato Paulista da Federação. Foi com aquela equipe que fomos campeões paulista da Série Prata e vice-campeões da Copa São Paulo de Basquetebol”, conta o técnico e incentivador Dudu. Destaque da Copa São Paulo, Gui terminou como cestinha do campeonato e ganhou uma bolsa talento esportivo.
Dudu acompanha de perto a trajetória dos ex-alunos que se profissionalizam no esporte. “O Gui saiu de Lençóis para jogar em Bauru e, no segundo ano, comemorou o título de campeão paulista juvenil pelo Bauru Basket. Agora convocado para a Seleção, é mais uma prova daquilo que acredito muito: o esporte é agente transformador de vidas”, diz.
Em ascensão no mundo do basquetebol, Gui iniciou o ano passado jogando pela equipe de Rio Preto. De lá foi contratado pelo Pinheiros para fazer parte da equipe sub 20. Bastaram alguns jogos-treino para ser chamado à equipe adulta, onde também conquistou seu espaço em quadra. Ali ele chamou a atenção do técnico da Seleção Brasileira, o Aleksandar Petrović, que o convocou para compor a equipe principal. “Lembro bem, porque foi no jogo contra o Paulistano. O Gui se destacou muito na partida toda, mas teve um lance que ele roubou a bola garantiu uma enterrada fantástica no jogo”, narra Dudu.
Embora jogando pelos clubes profissionais, Gui não perdeu os laços com Lençóis. Ele e a família (os pais e mais dois irmãos) moram na escola Virgílio Capoani, onde a mãe é zeladora. “É legal porque os pais Joana e Tonhão incentivam os filhos no esporte. O Gui já se profissionalizou, os irmãos menores – João e Dioguinho – também treinam basquete nas escolinhas e são promessas para o futuro, assim como outros alunos da Alba que veem na convocação do Gui agora e do Isaac antes (outro lençoense que jogou na Seleção Brasileira) a realização do sonho de todo atleta”, finalizou Dudu. (Com a Assessoria)