Busca por casos de tuberculose está intensificada

Quem tem tosse por mais de duas semanas deve procurar
a Unidade de Saúde mais próxima para realizar a coleta

A Diretoria Municipal de Saúde, de acordo com programação da Secretaria Estadual, intensifica neste período de 5 a 19 de março a busca por casos de tuberculose no município. A meta é colher escarro de 1% da população por ano, o que daria no município de Lençóis Paulista, 656 exames por ano. Em 2016 a Diretoria de Saúde obteve um índice de 16%. Em 2017 foi alcançado o índice de 24%. A taxa de incidência de tuberculose aumentou de 2016 para 2017, de 0,30/1000 habitantes para 0,48/1000 habitantes. Por isso, todas as unidades do município foram orientadas a realizar palestras, orientações, enfim, estimular a coleta de escarro dos cidadãos sintomáticos.
Desde segunda-feira membros do Grupo de vigilância Epidemiológica tem feito palestras e deixado potinhos para coleta do material, como foi feito na casa CAPE, nesta segunda-feira. Nessa terça-feira, 6, será a vez de, junto com o CREAS, os agentes visitares pontos dos moradores de rua para orientação e de como coletar o escarro. Quem tem tosse por mais de duas semanas deve procurar a Unidade de Saúde mais próxima para realizar a coleta.  A equipe da vigilância epidemiológica enviou dados e “potinhos” para UPA, CMU, Hospital, e também a Eba, Foccus e Ambiental, solicitando exames dos colaboradores sintomáticos.
Também consta da programação do GVE, o envio de material para coleta junto a medicina do trabalho da Prefeitura, e a LWART/LAWRCEL.  A Tuberculose é uma doença infecciosa causada pelo Bacilo M. Tuberculosis e transmitida por via aérea, a partir da inalação de gotículas contendo bacilos expelidos pela tosse, fala ou espirro do doente com tuberculose ativa. Ela afeta geralmente os pulmões, mas também pode afetar outras partes do corpo como ossos, intestino, bexiga, meninge etc. Os sintomas são tosse, febrícula ao entardecer, suor noturno, falta de apetite, emagrecimento, fraqueza e mal estar geral.