Capital Nacional do Livro

Aproximadamente quinhentas pessoas estiveram na manhã de sexta-feira, 1º de dezembro, no Teatro Municipal Adélia Lorenzetti, para acompanhar a audiência pública sobre o projeto de Lei 8717/2017 que dará a Lençóis Paulista o título de Capital Nacional do Livro. A audiência pública faz parte dos trâmites do projeto na Câmara Federal e serviu para confirmar o desejo da população para que a cidade receba esse título.

Ao som e evoluções da Orquestra de Maracatu Peito Aberto, da Casa da Cultura, o prefeito Anderson Prado, a vice Cíntia Duarte e os vereadores Manoel dos Santos Silva, presidente da Câmara, Jucimário Cerqueira dos Santos (Bibaia) e Luiz Gonzaga da Silva (Luizinho do Açougue), autores do pedido, recepcionaram o deputado federal Capitão Augusto, autor do projeto que deverá ser apreciado pela Câmara Federal em breve e ratificar o título discutido na audiência que empolgou e emocionou os lençoenses.

A cerimônia começou por volta das 9h30 e foi até 10h30, quando a Orquestra de Sopros de Lençóis Paulista entoou a Aquarela do Brasil, encerrando a sessão com os elogios do deputado.

Aberta a palavra aos componentes da Mesa, o vereador Luizinho foi o primeiro a discursar, agradecendo a presença do deputado e aos demais, comentando sobre a receptividade que o grupo de vereadores lençoenses obteve em Brasília, quando em visita ao gabinete do deputado Capitão Augusto. O vereador Bibaia falou de sua origem, da pequena cidade Pataíba, na Bahia, onde a leitura era considerado um artigo de luxo e sobre a alegria de estar hoje vivendo em Lençóis Paulista que se dá ao luxo de ter em sua biblioteca mais livros que a própria população. Ao encerrar seu discurso de improviso, Bibaia disse: “Sim, queremos e merecemos ser a Capital Nacional do Livro”.

O prefeito Prado enalteceu aos três vereadores que levaram a Brasília a proposta de intitular a cidade como Capital Nacional do Livro, agradeceu ao deputado Capitão Augusto pelo engajamento na proposta, e falou sobre o orgulho da comunidade local em ver sua cidade recebendo um título tão representativo. Prado emocionou aos presentes ao afirmar sobre seu orgulho “em estar prefeito” e podendo ajudar a comunidade e a própria cidade a ganhar projeção em nível nacional.

E o criador do projeto que deverá ser apreciado em breve na Câmara Federal dando a Lençóis Paulista a denominação de Capital Nacional do Livro, ao falar no encerramento da solenidade iniciou seu discurso demonstrando toda admiração pela cidade que veio a conhecer na manhã desta sexta-feira, e se mostrando surpreso com o número de pessoas presentes ao teatro, que também recebeu elogios. “Agora a gente começa a entender porque é tão importante para a cidade esse título de Capital Nacional do Livro”, disse, ao sentir o entusiasmo no público presente, formado por pessoas de todas as idades e representantes dos mais diversos segmentos da sociedade.

“Conheço todos os municípios do estado e é difícil encontrar um teatro desse porte. Parabéns!” Assim o Capitão Augusto se referiu ao local da audiência, para em seguida firmar seu compromisso com os presentes de trabalhar pela liberação de verbas através de seu gabinete. “Enquanto eu estiver deputado, estarei apresentando emenda impositiva liberando R$ 100 mil por ano, por esse título de Capital Nacional do Livro”. O deputado também se disse “feliz em encontrar tantas autoridades num evento dessa natureza, o que representa o real interesse da cidade nesse título”, encerrando em seguida seu discurso, afirmando que o título que a cidade recebe abre outras possibilidades de captação de recursos para o município em nível nacional.

Muito aplaudido ao final de seu discurso, Capitão Augusto fez questão de posar para fotos com os presentes.

Depois de deixar o Teatro Municipal, o prefeito Anderson Prado acompanhou o deputado até o recinto da Facilpa, onde se encontrou com o presidente da Associação Rural de Lençóis Paulista, Ivens Casali, com o diretor José Maria Lobet e com o coordenador José Oliveira Prado, que disse conhecer o trabalho do capitão Augusto, de defesa dos rodeios enquanto importante evento econômico do país. Em seguida, a comitiva foi para a Biblioteca Municipal Orígenes Lessa, local que o deputado fez questão de conhecer. Capitão Augusto almoçou na Vinícola Rocinha e depois seguiu viagem para embarcar para a Rússia, onde representará o Brasil em um Fórum Municipal de Segurança Pública.