Defesa Civil faz simulação de combate a enchente

Prefeito Anderson Prado enalteceu o trabalho da Comissão
de Defesa Civil e elogiou o empenho de cada um

Uma simulação envolvendo todos os meios ligados a Defesa Civil do Município na manhã de terça-feira, 12, despertou a atenção dos moradores dos bairros Contente e Baccili. O capitão Juliano Xavier, comandante da 5ª Cia da Polícia Militar e presidente da Defesa Civil, foi quem comandou o encontro, coordenando os trabalhos do salão da Igreja Santa Rita, local definido para se tornar o centro de triagem em caso de alerta, ou de excesso de chuvas com possibilidade de enchente.

Além de determinar os pontos nos quais cada equipe da Defesa Civil deverá se concentrar, caso necessário, a simulação serviu sobretudo para averiguar o tempo gasto entre o sinal de alerta e a chegada das equipes na Vila Contente. A média foi de 16 minutos, tempo considerado excelente pelo capitão Xavier, que considera normal o tempo de uma hora, contando que vários motivos, entre os quais o próprio trânsito, poderão dificultar o deslocamento rápido ao local.

“O objetivo da simulação é preparar todos os envolvidos para lidar com uma situação de inundação. Para que cada um saiba exatamente o que fazer, para onde ir e o tempo que tem depois de ser acionado. Ninguém quer que isso aconteça, mas se acontecer, estaremos preparados”, declarou o capitão Xavier.

Equipes do Departamento de Trânsito do município, SAAE, Motomecanização, Diretoria de Saúde, Esportes (responsável pelos ginásios de esportes), Assistência Social e Bombeiros, além da Polícia Militar, serão os primeiros a serem acionados pela Defesa Civil em caso de alerta. E cada uma dessas áreas terá responsabilidade específica.

Pelo programa da comissão da Defesa Civil, em casos de risco iminente de enchente, no salão da igreja Santa Rita estará uma equipe da Assistência Social, que fará o registro das famílias afetadas, distribuirá senha de alimentação, se necessário, e fará o encaminhamento dos bens móveis dos atingidos para o ginásio da escola Professor Edwaldo Roque Bianchini, na Cecap, para onde também serão levados os desabrigados.

A coordenadora da capela Santa Rita, Iracema Martins Dias Canone, foi quem abriu a porta do salão da igreja para a realização da reunião de terça-feira, e será o contato da Defesa Civil no caso de necessidade de utilização do local.

Além dos servidores lotados em cada área solicitada na simulação, a reunião contou com a presença do diretor Administrativo Railson Rodrigues, diretor de Motomecanização Anderson Burato, diretor de Obras Licínio Offerni Neto, diretor de Saúde Ricardo Conti Barbeiro, diretor de Assistência Social Nei Góes, do engenheiro Evando Dalbém, representando a Defesa Civil e o SAAE; capitão Juliano Xavier, presidente da Defesa Civil de Lençóis Paulista, e do prefeito Anderson Prado, que ainda no salão da igreja enalteceu o trabalho da comissão e elogiou o empenho de cada um ali presente, acreditando que a população ao ver o trabalho que vem sendo desenvolvido “se sentirá segura, ou terá a sensação de segurança” nesse período do ano em que é normal o aumento no volume das chuvas.