Denúncia de nepotismo

nepotismo

Uma carta datada de 4 de fevereiro de 1878, assinada pelo Juiz de Direito da Comarca, Joaquim Antonio de Amaral Gurgel, solicitava providências do presidente da Província,  no sentido de destituir do cargo algumas  autoridades que, na sua opinião, tinham grau de parentesco. O texto está assim redigido: “Ilmo.  E Exmo.  Sr.  Por duas vezes informei ao antecessor de V. Excia. Sobre o parentesco existente entre o 1º suplente  do Juiz Municipal, José Innocêncio da Rocha com o delegado de  polícia Joaquim Moreira de Oliveira Machado e o 1º suplente do delegado Antônio Frutuoso da Rocha. Torno a informar V. Excia. Que o referido 1º suplente do Juiz Municipal é tio do Delegado e pai do 1º suplente do delegado”.