Educação oferece curso de literatura digital

Vem sendo realizado durante esta sexta-feira, 18, na diretoria de Educação de Lençóis Paulista, o Projeto Linkar: a literatura, o brincar e a cultura digital, curso destinado a aumentar o repertório de mediadores de leitura a respeito da cultura literária digital infantil e de uma metodologia que relacione livros digitais a brincadeiras.

O curso é voltado para coordenadores pedagógicos do ensino fundamental I e pré-escola, que serão multiplicadores nas suas unidades escolares, e os profissionais que atuam nas bibliotecas e salas de leitura. O curso será realizado durante todo dia. O Projeto Linkar: a literatura, o brincar e a cultura digital foi aprovado pelo ProAC 2016, para desenvolvimento ao longo do ano de 2017.

De acordo com a proposta, o “objetivo principal é semear conceitos para colher ações de incentivo à leitura para crianças. Pretende-se que, depois deste curso, os profissionais recebam a cultura literária digital com abertura e criticidade, e estejam aptos a promover o meio digital como um espaço que, atualmente, se mostra essencial para o desenvolvimento do hábito leitor”. A proposta é realizada pelas fundadoras da Editora Pipoca, Suria Scapin e Isabela Parada, e por Joyce Lazarini, fundadora da Oficina Brincar.

“O fato de as crianças passarem um tempo considerável em contato com equipamentos digitais pode ser um problema se não apresentarmos possibilidade de usos culturais de tais recursos. No entanto, se usarmos a cultura digital a favor da formação literária, estes equipamentos podem ser utilizados para a promoção da leitura e, por isso, desenvolvemos, na Editora Pipoca, editora infantil digital, atividades literárias com crianças, buscando ampliar ou despertar o interesse pela leitura utilizando tablets como plataforma, pois vemos nos livros digitais uma maneira de capilarizar a literatura”, consta do projeto.

As criadoras destacam ainda que as crianças que participaram das oficinas do projeto demonstraram fácil aceitação da proposta de usar dispositivos digitais para a leitura. “Depois de lhes informarmos que, além de servir pra jogar, aquele equipamento também servia para ouvir e ler histórias, elas aceitaram o suporte como opção de leitura, sem resistência alguma”.

Com base nessa experiência foi desenvolvida a proposta de formação de adultos que engloba conceitos relacionados aos livros infantis, abordando o desenvolvimento histórico do livro e da literatura infantil, as especificidades dos livros digitais de diversas editoras, as diversas linguagens presentes nos livros infantis (escrita, imagética, temática ou estética) e uma maneira de trabalhar para desmembrá-las com as crianças por meio de atividades brincantes que relacionem os livros infantis digitais e o estímulo à criatividade infantil, além de, com isso, ampliar a capacidade crítica das crianças.

O curso realizado em Lençóis Paulista nesta sexta une teoria e prática e leva os participantes a desenvolver a habilidade de lidar com a leitura digital e criar suas próprias atividades de promoção de leitura para crianças.

Deixe uma resposta