Lençóis Paulista agora é MIT

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovou, nesta quinta-feira (26/10), projeto de lei que classifica Lençóis Paulista como MIT (Município de Interesse Turístico). Além de Lençóis Paulista, outros 30 municípios também receberam o selo que vai permitir que essas cidades recebem recursos na ordem dos R$ 650 mil para desenvolver suas potencialidades turísticas. A proposta é de autoria dos 94 deputados estaduais.

O prefeito Anderson Prado comemorou a notícia e agradeceu todos os envolvidos. “Desde muitos anos a Administração Pública de Lençóis vem trabalhando para essa concretização, decretada nesta semana pela Assembleia. Nestes dois semestres, a pedido das comissões técnicas do Poder Legislativo e do Governo de São Paulo, atualizamos e revisamos especificações no projeto inicial, principalmente após a troca do Secretário de Turismo do Estado. É importante destacar o papel do Conselho Municipal de Turismo e também da Diretoria de Desenvolvimento da gestão anterior, que devido à produção de um trabalho de excelente nível, permitiu que fizéssemos as readequações imediatamente após os pedidos da Secretaria de Turismo e Assembleia”, declarou o prefeito.

Prado também agradeceu a intervenção de dois deputados estaduais que foram fundamentais para a aprovação do projeto. “Também é importante agradecer aos deputados estaduais Pedro Tobias e Rita Passos, pois trabalharam juntos para que nossa cidade pudesse ser declarada como MIT. Além de verba estadual, ser declarado município de interesse turístico abre as portas para programas de ministérios federais. O que possibilita que projetos como Jardim Botânico, Bosque Municipal, atrações históricas e culturais, entre outros, elevem o turismo de modo amplificado para Lençóis Paulista, gerando mais emprego e mais renda”, completou.

Os MITs recebem recursos anuais do governo do Estado para serem destinados a investimentos na infraestrutura turística. A utilização da verba deve fomentar a ampliação e o fortalecimento das atividades econômicas da região.

Para que seja considerada de Interesse Turístico, a cidade deve ter atrativos turísticos, atendimento médico emergencial, serviço de hospedagem e de alimentação, informações turísticas e abastecimento de água potável e esgoto. A proposta é que, além das 70 estâncias já existentes no Estado, outros 140 municípios sejam incluídas na categoria.

Além de Lençóis Paulista outras 30 cidades também estavam no projeto aprovado pela Assembleia que agora segue para a sanção do governador Geraldo Alckmin. São eles: Altinópolis, Araras, Araraquara, Areias, Cabreúva, Campina do Monte Alegre, Cardoso, Cruzeiro, Itapuí, Itupeva, Jaú, Limeira, Lins, Mairiporã, Mira Estrela, Mogi das Cruzes, Nazaré Paulista, Novo Horizonte, Rancharia, Registro, Riolândia, Rosana, Santa Branca, Santa Cruz do Rio Pardo, Santo Expedito, São Simão, Tabatinga, Tambaú, Uchôa, Votuporanga.

A aprovação do projeto é uma vitória para o Governo Municipal e também para o Conselho Municipal de Turismo (ComTur) que trabalharam para estruturar a área de turismo da cidade para Lençóis pudesse ser reconhecido como município de interesse turístico. Em 2016, no dia 29 de Novembro de 2016 a Câmara Municipal aprovou o projeto de lei 4.926 que criou o Plano Diretor de Turismo de Lençóis Paulista, que contém informações sobre estudo de demanda turística, um diagnóstico da situação atual nessa área e concepção de estratégias para atuar nos próximos anos.

Junto com o Plano Diretor foi apresentado também o Inventário de Oferta Turística de Lençóis Paulista, que traz informações sobre todos os atrativos histórico-culturais, rurais e eventos agropecuários de referência nacional que podem ser explorados como atrativos turísticos do município.

MITs

Vinte deles já haviam sido classificados no primeiro semestre: Agudos, Barretos, Brodowski, Buritama, Espírito Santo do Pinhal, Guararema, Iacanga, Jundiaí, Martinópolis, Monte Alto, Pedreira, Piedade, Rifaina, Rubineia, Sabino, Sales, Santa Isabel, Santo Antonio da Alegria, Tapiraí e Tatuí.