“Pensei que iria morrer”, diz Amado Batista sobre pouso forçado de avião

Aeronave deu 13 voltas em cidade do interior da Bahia, antes de tocar
solo: piloto não havia informado que aterrissaria  aeronave após
fechamento, e aeroporto estava sem iluminação da pista

Em turnê para divulgação do novo sucesso, pelo interior da Bahia, Amado Batista passou um susto quando pousou em Vitória da Conquista. A informação foi confirmada pelo próprio cantor. O avião que levava Amado Batista, mais cinco pessoas, teve que dar 13 voltas em torno da cidade, até que conseguisse fazer o pouso. O motivo, conforme o artista, foi a falta de iluminação da pista, por uma falha de comunicação entre piloto e funcionários.
“O que aconteceu foi um problema de comunicação do piloto com o aeroporto que colocou em risco a vida de seis pessoas que estavam na aeronave. Teve um certo momento que eu achei que todos iríamos morrer”, disse Amado Batista ao Mais Goiás. O cantor informou que havia saído de Goiânia, em uma avião de um amigo, porque o jatinho de Amado havia apresentado um problema, e a agenda de shows precisava ser cumprida.
O piloto da aeronave teria informado o Plano de Voo à base de Anápolis, saindo de Goiânia direto para Vitória da Conquista-BA, com quatro horas de previsão de voo, mas um detalhe não foi notado: A aterrissagem aconteceria depois das 17 horas, quando já está escura a cidade, e como o Aeroporto Pedro Otacílio Figueiredo não tem funcionamento noturno, o funcionário responsável pela iluminação da pista só permanece no trabalho se for informado com antecedência.
Os instantes de desespero vividos pelo artista e quatro membros da equipe, além do piloto, duraram mais de meia hora. “Enquanto a aeronave sobrevoava a cidade por cerca de 40 minutos, consegui ligara para meu assessor, que deu jeito e chamou o funcionário. Mas até a chegada dele, acionaram viaturas do Corpo de Bombeiros da Bahia, que entraram na área da pista e iluminaram com os faróis das viatura, mas nesse ínterim o funcionário do aeroporto chegou. Nós já estávamos há 40 minutos voando, e combustível já estava no final.”
Amado Batista fez o show no Parque de Exposições da cidade, e retornou para Goiânia. Ele segue para uma maratona de shows nos próximos dias 17/05 (Araguatins-TO), 18/05 (Imperatriz-MA), 19/05 (Floresta do Araguaia-TO) e encerra só no domingo próximo, 20/05, em Euclides da Cunha-BA.

Segundo caso

Não é a primeira vez que um voo com equipe de Amado Batista fez pouso de emergência em solo baiano. Em julho de 2012, na cidade de Aracatu, no centro-sul do Estado. A aeronave teve que fazer um pouso forçado na BA-262, com 11 ocupantes. O cantor não estava, dessa vez.

Fonte: Mais Goiás

 

 

Deixe uma resposta