Polícia Civil de Botucatu encontra corpo de mulher desaparecida em Areiópolis

A Polícia Civil esclareceu na tarde desta terça-feira, dia 16, um caso de desaparecimento que se transformou em assassinato na cidade de Areiópolis, ocorrido em janeiro deste ano. Na oportunidade a família de Vilma Maria da Costa, 42 anos, moradora de Areiópolis, reclamou de seu desaparecimento, mais precisamente no dia 09 de janeiro.

vicenteDe acordo com a Polícia Civil, Vilma foi assassinada com golpes de faca por um homem que afirmou em depoimento ser seu amante na época. O acusado é Oender Vicente Ferreira (foto à direita), morador de Lençóis Paulista e que foi detido nesta terça-feira.

O acusado confessou o crime assim que foi abordado pelos policiais, tendo inclusive indicado onde estaria enterrado o corpo. Uma equipe da DIG esteve no local apontado durante todo o dia para achar a materialidade do crime.

Já era início da noite quando a equipe da Polícia Civil comandada pela Delegada Simone Alves Fimino encontrou partes do corpo e as vestes da vítima na zona rural de Areiópolis. O local faz divisa entre a Usina São Manuel e a antiga linha férrea da Fepasa, em um canavial.

“Na data de hoje a equipe da Delegacia de Polícia de Areiópolis, com apoio da DIG de Botucatu, em operação deflagrada para cumprimento de mandado de busca domiciliar na cidade de Lençóis Paulista, para levantar o paradeiro de Vilma Maria da Costa Silva, desaparecida desde 09/01/2017, apuramos que a vítima foi morta pelo amante Oender Vicente Ferreira, com golpes de faca e seu corpo foi jogado na divisa do canavial da usina de São Manuel com a antiga linha da Fepasa, no município de Areiópolis. Após intensas buscas que perduraram o dia todo, conseguimos localizar o crânio e o fêmur da vítima, bem como suas vestes”, disse ao Acontece Botucatu a Delegada Dra. Simone Alves Firmino.

De acordo com a Delegada, foi solicitada a Prisão temporária do indiciado e decretada pelo Juiz da 1ª Vara Criminal de São Manuel pelo prazo de 30 dias. A equipe que participou das buscas foi composta pela Delegada Dra. Simone, investigadores Janis, Fernando, Lineu e Adriano e o escrivão Leandro.

Relembre o caso

Na época, de acordo com informações passadas pela família ao Acontece Botucatu, ela saiu de casa no dia 09 de janeiro, uma segunda-feira, por volta das 9h30, para pagar conta em uma casa de materiais para construção, pegar uma pessoa que iria cuidar de seu filho e ir para academia em seguida. Sumiu desde então.

A última aparição de Vilma foi justamente no estabelecimento comercial. O carro da vítima, um VW Gol prata, foi encontrado pela Polícia Militar na terça-feira, dia 10, abandonado na Rua Antônio Bentivenha Sobrinho, em Areiópolis. A Polícia Militar chegou a receber uma informação via 190 de que ela foi vista por volta das 16 horas de segunda feira, próximo à Fazenda Santa Fé, mas ela não foi encontrada.

Na oportunidade a família relatou que recebeu diversas ligações dando conta de seu paradeiro, todas infundadas. Desde então a Polícia Civil vinha investigando o caso.

 

Fonte da notícia:  Acontece Botucatu