Presidente licenciado do CREA-SP visita Lençóis e apresenta propostas

 

Vinicius Marchese, atual presidente licenciado do CREA-SP e candidato a presidência do órgão, participou  do jantar de confraternização de final de ano da Associação dos Engenheiros, Arquitetos e VM1a (2)Agrônomos da Região de Lençóis Paulista (AEALP). “No dia 15 de dezembro conto com apoio de todos para juntos continuar trabalhando por um CREA mais eficiente. Nos próximos três anos quero continuar trabalhando pela melhoria da nossa classe. Juntos, faremos do CREA-SP e da MÚTUA-SP entidades cada vez mais relevantes para os nossos profissionais, para a sociedade e para o desenvolvimento do nosso país”, ressaltou Marchese.

Determinado em resolver questões atuais e obter resultados em conjunto com a equipe, Marchese (foto à direita) iniciou um trabalho de reposicionamento do órgão durante os 11 meses em que esteve à frente dele. “Saímos da 27ª posição como o CREA que menos fiscalizava em todo o País para o 1ª lugar em fiscalização. Isso é fundamental para detectar potenciais situações de risco que possam impactar a vida das pessoas. Imagine um prédio ser construído sem um engenheiro responsável devidamente registrado no CREA. Isso melhora ainda a sustentabilidade financeira da instituição, permitindo mais investimentos em áreas chave como a modernização dos sistemas de fiscalização”, ressalta.

Dentre as propostas inovadores de Marchese estão a implantação de uma área de compliance para prevenir, detectar e corrigir irregularidades em processos licitatórios e na administração de contratos públicos; a criação de uma Câmara de Arbitragem para resolução mais rápida e eficaz de conflitos; e a criação de uma cooperativa financeira focada na cooperação e ajuda mútua para concessão de créditos em condições vantajosas aos associados.

Para o engenheiro civil Eder Furlan, presidente da Associação de Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos da Região de Lençóis Paulista (AEALP), Marchese é transparente e acessível. E isso fica evidente nas atitudes e ações. “Nunca tivemos uma contato tão próximo com os outros presidentes como temos com ele. Foi o primeiro presidente candidato do CREA que nos prestigiou com sua presença na nossa festa de confraternização. E ainda o apoiamos porque ele nos faz acreditar que nosso país ainda tem jeito” conclui.