Presidente Sarney visita Lençóis Paulista

historia20-sarney

A semana da cultura realizada em março de 1986, caracterizou-se num acontecimento inédito para história de Lençóis Paulista. A cidade governada pelo ex-prefeito Ideval Paccola recebeu a visita do então presidente da república José Sarney. Ele veio acompanhado de uma constelação de intelectuais  membros da Academia Brasileira de Letras. Os lençoenses tiveram o orgulho de Recber:  Aracy Guimarães Rosa, Raquel de Queiroz, Ana Maria Machado, Pedro Bloch, Orígenes Lessa este, lençoense que veio acompanhado da esposa Maria Eduarda, Sebastião Lacerda, Ciro Fernandes, General Humberto Pelegrim, Dias Gomes e Maria Bernadete, Mário da Silva Brito e Matilde, Francisco de Assis Barbosa e Yolanda, Paulo Ronai e Nora, Marcos Alvim Madeira, Adriano da Gama Cury e Wilma, Olga de Jesus Santos, Raquel Teixeira Valença, Lygia Fernandes Teles, Jaime Bernardes, Eliane Garcia, Jurema Gontarshi, Elizabete Serpa, Zuleika Verçosa, Olavo Brasil, Paulo Dantas, Vicente Lessa Junior, Gil Vicente, Henrique Alves e Henrique Novak. Obviamente, acompanhando a caravana do presidente estava o pessoal de apoio como, guarda pessoal, cerimonial, e muitos policiais. Um aparato de emissora de tv, rádios, jornais, revistas e outros veículos de comunicação cobriram a visita de Sarney à Lençóis que orgulhosa se engalanou para o evento ímpar em sua história.
Caprichosamente, o sol parecia não querer “acordar” naquela manhã cinzenta de 7 de março de 1986. Uma garoa fina caía e insistia em não ir embora. Mas, as orações e a torcida dos lençoenses valeram a pena e o astro-rei  apareceu forte como sempre para iluminar aquele que seria o dia mais importante da história da cidade.
José Sarney e a primeira dama Marly acompanhados do vice-governador do estado de São Paulo Orestes Quércia e todo a comitiva presidencial chegaram a Lençóis as 13h. Alunos de todas as escolas do município saudavam os visitantes gritando o nome do presidente e agitando bandeirolas. Com o seu sorriso ímpar, o presidente retribuía o carinho e acenava para os pessoas que margeavam as ruas por onde a caravana presidencial passava. O banquete oficial aconteceu no Ubirama Tênis Clube (UTC) que estava ornamentado com flores do campo. Ali o presidente foi recepcionado pelos seus colegas escritores e pelas autoridades lençoenses. Naquele momento histórico, o ex-prefeito Ideval Paccola entregou a chave do município ao presidente. Logo depois do almoço, Sarney quebrou o protocolo, dispensou o carro oficial e muito sorridente e solícito seguiu a pé até a Biblioteca Municipal onde inaugurou o sistema de informatização.
Já no final da tarde, a população se concentrou na praça Comendador José Zillo, na Concha Acústica, onde o lençoense imortal membro da Academia Brasileira de Letras, Orígenes Lessa, discursou e foi muito ovacionado pelos presentes. Nesse dia o presidente Sarney fez uma apreciação por escrito sobre a nova moeda, o Cruzado, (criada por ele no dia 28 de fevereiro de 1986) e o fato foi publicado pelo jornal O Estado de São Paulo do dia 9 de março de 1986. Em seguida o presidente se dirigiu à prefeitura onde era esperado por um grande número de prefeitos da região. Assim encerrou-se a visita do único presidente da república em exercício ao município de Lençóis Paulista. Os escritores permaneceram  mais alguns dias na cidade. O dia 7 de março de 1986 ficou conhecido como: O dia em que o presidente do Brasil visitou Lençóis;

CONFIRA OUTROS DADOS HISTÓRICOS DE LENÇÓIS PAULISTA