Transporte coletivo urbano volta a funcionar nesta quinta (8), afirma comunicado

No início da tarde desta quarta-feira (7) a prefeitura distribuiu para a imprensa um comunicado afirmando que na manhã de quinta-feira (8), dentro do prazo de 48 horas estipulado pelo prefeito Anderson Prado, o serviço de transporte urbano já estará funcionando normalmente. Confira a íntegra do comunicado:

A Prefeitura Municipal de Lençóis Paulista vem informar que, conforme comunicado ontem, o serviço de transporte público volta a funcionar na manhã do dia 08 de fevereiro, dentro da previsão de 48 horas. Nos termos do inciso IV do art. 24 da Lei Federal 8.666/93, o serviço foi contratado em caráter emergencial e será prestado pela “Grecco Empresa de Ônibus”, até que seja homologado novo procedimento licitatório ou diante do reestabelecimento do serviço pela prestadora detentora da concessão.

Em virtude da não cooperação da empresa Eliz Line, que ocasionou a suspenção do serviço de transporte coletivo de forma abrupta, a Prefeitura Municipal e a empresa, que atuará em caráter temporário, não tiveram acesso aos itinerários atualizados e aos dados sobre as linhas realizadas, o que pode gerar imprevistos até que as rotas estabilizem-se.

Contudo, ciente de que muitas empresas e usuários já realizaram o pagamento do transporte público para o mês corrente, dada a impossibilidade de consultar quais foram essas pessoas (jurídicas e físicas) e quais os valores pagos até o momento, a Prefeitura Municipal informa que está providenciando um aporte financeiro para o funcionamento do serviço de transporte durante 30 dias. Na tarde de hoje, às 16h, a Câmara Municipal, em Sessão Legislativa Extraordinária, convocada pelo Prefeito Municipal, irá analisar o Projeto de Lei que versa sobre o subsídio.

Com esse aporte, uma vez aprovado pelos Vereadores e sancionado pelo Prefeito Municipal, a população terá a prestação dos serviços de forma gratuita entre os dias 08/02/18 e 09/03/18. Com essa medida, as empresas e pessoas que já pagaram os valores referentes ao vale-transporte, não terão que arcar novamente com tal ônus, visto que a empresa Eliz Line não permitiu acesso a tais dados. Ademais, o Governo Municipal também lançará mão de meios judiciais para reverter esse ônus gerado aos cofres da Fazenda Municipal.

Além disso, a população terá o benefício de utilizar os serviços sem desembolsar seu próprio dinheiro durante o período citado. A Prefeitura Municipal reforça o que já foi informado, no sentido de que tentou todas as medidas possíveis para solucionar o problema junto à empresa Eliz Line, que não se mostrou amistosa para que se obtivesse um acordo que beneficiasse a todos.

Lamentamos profundamente pelos transtornos causados e diante desse ocorrido informamos que algumas intempéries podem servir como marco para renovar e melhorar o que não atendia aos anseios da população. Por isso, a Prefeitura Municipal estará em constante vigília para que as mudanças representem a melhora esperada por todos.