Zoltan Kotsis

zoltan-kotsis

Zoltan Kotsis nasceu em 27 de outubro de 1926, na cidade de Budapest, Hungria. Filho de Zoltan Kotsis e Blanche Jagemann, ele viveu lá até a juventude, servindo ao exército daquele país, aonde devido à adesão da Hungria à Aliança do Eixo, combateu na Segunda Guerra Mundial. Participou de batalhas em territórios da antiga União Soviética, onde cumpria a função de mestre-atirador. Durante uma das batalhas foi atingido por vários estilhaços de uma granada, dos quais alguns não puderam ser retirados, ficando sob a rótula do joelho e, que consequentemente causaram uma grave ferida em sua perna nos últimos anos de sua vida. A Guerra terminou no ano de 1945, com a vitória dos Aliados. Como consequência, ao fim da Segunda Guerra Mundial, a Hungria tornou-se um Estado comunista sob a influência de Moscou (Russia). Terminada a Segunda Guerra, Zoltan Kotsis decidiu ir embora da Hungria, temendo as imposições do comunismo. Foi para a França, em uma travessia arriscada através de fronteiras, e lá serviu à Legião Estrangeira francesa por mais ou menos um ano.
Após isso, decidiu que não voltaria mais para a Hungria, devido ao estado em que a Europa se encontrava no período pós-guerra, principalmente os países derrotados. Escolheu vir para o Brasil, por ser um país conhecido por acolher bem os estrangeiros, e também possuir uma grande quantidade de imigrantes de origem húngara. Quando chegou ao Brasil, Zoltan Kotsis não tinha amigos, parentes, e não sabia pronunciar uma palavra sequer do idioma português. Entretanto, logo conseguiu emprego, em uma confecção na cidade de São Paulo, de propriedade de um alemão, que o ajudou. Trabalhou em diversos segmentos: confecções, vendas, e até chegou a trabalhar no minério de mica. Pode-se dizer que passou por bons momentos e momentos difíceis.
Depois que veio ao Brasil, Zoltan nunca mais voltou à sua terra natal, nem viu mais seus pais nem sua irmã. Com o tempo, ele aprendeu a língua portuguesa. Fez grandes amigos, casou-se e teve filhos, e desta forma se estabeleceu no Brasil. Nos anos 90, Zoltan Kotsis, casado com Lázara de Oliveira Kotsis, e pai de Martin de Oliveira Kotsis e Adriana de Oliveira Kotsis, mudou-se para a cidade de Lençóis Paulista. Um cidadão conhecido por sua seriedade, e também por gostar de contar histórias, principalmente as que ele vivera durante a guerra, Zoltan deu várias entrevistas aos jornais da cidade e para estudantes e professores de História, que desejavam obter relatos do ex-combatente da Segunda Guerra Mundial.
Assim, Zoltan fez de Lençóis Paulista seu lar, com seus dois filhos e sua esposa, até o fim de seus dias.
Aos 83 anos, no dia 12 de março de 2010, o Sr. Zoltan Kotsis faleceu na cidade de Lençóis, onde deixa muitas saudades em familiares e amigos.

Colaborou: Martin de Oliveira Kotsis (filho)