“Anjo Amigo” chama atenção de quem usa celular enquanto caminha

  • Campanha “Acidente Zero” da Servimed identifica comportamentos de risco mais comuns na empresa

Bom seria sempre ter um anjo por perto, para nos salvar de perigos. Na Servimed, referência nacional na distribuição de medicamentos e produtos de consumo para farmácias, hospitais e supermercados, os colaboradores são “anjos” uns dos outros. A campanha “Acidente Zero”, implantada pela empresa em agosto, criou a figura do “Anjo Amigo” para identificar e alertar para riscos de acidentes, doenças ocupacionais e descumprimento dos procedimentos de segurança do trabalho nas dependências da empresa, inclusive no estacionamento. E é muito simples ser “anjo”. Ao testemunhar um comportamento de risco, basta abordar o colega de trabalho em questão e orientá-lo e, depois,oficializar a ocorrência em formulário próprio da campanha, que deve ser depositado em urnas espalhadas pela empresa. No primeiro mês, os comportamentos de risco mais frequentes foram usar o celular enquanto caminha, não utilizar o corrimão na escada e correr no interior da empresa.

O objetivo da campanha é despertar nos colaboradores o espírito de equipe,de que todos são responsáveis por sua segurança e dos colegas de trabalho, explica Matheus Marllon Bernardino, técnico de segurança do trabalho da Servimed. “Na correria do dia a dia, acabamos não refletindo sobre nossos comportamentos, que podem aumentar o risco de sofrermos acidentes ou de causarmos acidente de terceiros”, detalha.Ele ressalta que a orientação é para que os “anjos”, ao alertar o colega, o façam da forma mais amigável e fraterna possível e que não há nenhuma penalidade para o colaborador que for flagrado em um comportamento de risco.

Usar o celular enquanto caminha de um local para outro dentro da empresa, seja para falar, ler ou escrever mensagens, pode aumentar o risco de queda, já que a pessoa estará com a atenção concentrada na conversa, explica.Da mesma forma, descer escadas sem o apoio de corrimão também é um comportamento de risco. Caso a pessoa se desequilibre, a queda pode causar fraturas. Esses dois comportamentos de risco constatados dentro da empresa são muito comuns em outros espaços, acrescenta Bernardino. Os outros três comportamentos, que integram a lista dos 5 riscos mais frequentes observados pelos “anjos amigos”, estão correr no interior da empresa, inclusive no estacionamento, o que é proibido; deixar cabelo longo solto próximo às esteiras e outros equipamentos que possam prender os fios; e usar adornos que, da mesma maneira, possam enroscar nas máquinas.

Com a instituição da campanha “Acidente Zero” e do “Anjo Amigo” em todos os Centros de Distribuição da empresa, a Servimed visa ampliar o número de colaboradores que atuam para a segurança coletiva. Ao final da campanha, os três funcionários de cada Centro de Distribuição que mais multiplicarem segurança, com mais formulários depositados nas urnas da ação, serão premiados. E, com base nos comportamentos de riscos mais comuns, descritos nos formulários, a empresa vai desenvolver uma campanha de segurança no ambiente de trabalho, envolvendo todos os colaboradores.

Sobre a empresa

A Servimed é uma empresa bauruense, referência na distribuição de medicamentos e produtos de consumo para os segmentos farmacêutico, hospitalar e supermercadista. Atua como um elo estratégico entre a indústria e o varejo, oferecendo aos seus clientes um portfólio com mais de 13.500 itens.Com mais de 1.800 colaboradores diretos e indiretos, a empresa tem cinco Centros de Distribuição (três em Bauru, um no Rio de Janeiro e um em Minas Gerais) que atendem a clientes de mais de dez Estados e o Distrito Federal. Há mais de oito anos a Servimed está entre as 500 maiores e melhores empresas do País.

.... . .