Após 91% de ocupação, HC reabre leitos de UTI

Hospital das Clínicas de Botucatu recebeu autorização da Secretaria Estadual da Saúde para reativar 6 leitos que haviam sido desabilitados

Reprodução/Facebook

Nesta quarta-feira (6), um dia após os leitos de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19 atingirem 91% de ocupação no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), a unidade anunciou que o estado autorizou a reabertura de seis leitos desabilitados no fim do ano passado. Com isso, o hospital volta a contar com 30 vagas de UTI para atender vítimas graves da doença.

“Após tratativas com a Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, na manhã de hoje (ontem), o HCFMB recebeu autorização do Governo do Estado de São Paulo para a reabertura de seis leitos de UTI Covid que haviam sido desabilitados pelo Ministério da Saúde”, informou o HC em nota. “Equipes multidisciplinares trabalham para a reativação total destes leitos”.

Nesta terça-feira (5), dos 24 leitos de UTI disponíveis para pacientes graves com o novo coronavírus de Botucatu e outros 67 municípios, 22 estavam ocupados. Segundo a unidade, as novas vagas devem entrar em operação nesta quinta-feira (7), quando a porcentagem diária da ocupação de leitos de UTI passará a ser calculada com base no número de 30 leitos.

“Nenhum paciente que nos procurou até o momento deixou de ser atendido desde o início desta pandemia”, ressaltou a superintendência do hospital, também por meio de nota. “Pedimos à população que mantenha os cuidados essenciais, como o uso de máscara e álcool gel, e que evite as aglomerações. Com essas medidas, cuidamos da nossa saúde e do próximo. A conscientização é o nosso maior apoio neste momento”.

RETAGUARDA

Além dos 30 leitos de UTI para Covid-19 no HC, o prefeito de Botucatu, Mario Pardini, explica que mantém convênio com a Unimed para a contratação de leitos de retaguarda na rede privada, caso haja necessidade. “Já temos 150 diárias contratadas, que, graças a Deus, não precisamos usar”, informou em postagem feita em sua página no Facebook.

“Caso os leitos do HC fiquem todos ocupados, a Unimed, mesmo com parte dos leitos ocupados, novamente se comprometeu a abrir 10 leitos de UTI adicionais na Unidade I (antiga Misericórdia) para garantir o cuidado e o enfrentamento necessário durante a pandemia”.

 

por Lilian Grasiela

jcnet.com.br

.... . .