Bancada paulista faltou cerca de 2 mil vezes no Congresso

  • Somados, deputados Mendes Thame (PV), Guilherme Mussi (PP) e Sérgio Reis (PRB) faltaram mais de 400 vezes entre 2015 e 2018

Levantamento exclusivo realizado pela ONG Ranking dos Políticos, que atua na fiscalização da gestão dos parlamentares brasileiros, aponta que os deputados federais e senadores de São Paulo faltaram, somados, 1.933 vezes nas sessões plenárias do Congresso entre 2015 e 2018. Do total de faltas, 670 não foram justificadas até o momento. O mais ausente deles, proporcionalmente, foi o deputado Mendes Thame (PV) que faltou 154 vezes, sendo duas não justificadas. Guilherme Mussi (PP) não compareceu 146 vezes e justificou sua ausência apenas em 48. Já o cantor e deputado, Sérgio Reis (PRB) faltou em 105 sessões, justificando apenas 50 vezes. Na outra ponta, os deputados Marcio Alvino e Tiririca (ambos do PR) marcaram presença em todas as sessões. O Ranking dos Políticos também mostra que os parlamentares paulistas gastaram R$ 88.201.877,11 entre cotas e verbas indenizatórias até o presente momento do mandato. Somente com combustível e lubrificantes, os congressistas de São Paulo consumiram R$ 6.436.412.26. Ao todo, os parlamentares brasileiros nas duas casas gastaram cerca de R$ 60 milhões com esse tipo de despesa no período. Ainda de acordo com as avaliações do Ranking dos Políticos, o estado de São Paulo conta com 18 parlamentares entre os 100 melhores do País. O melhor colocado é o deputado Lobbe Neto (PSDB), quarto colocado da lista nacional. Miguel Lombardi (PR), Vanderlei Macris (PSDB), Marcio Alvino (PR), Carlos Sampaio (PSDB), Luiz Lauro Filho (PSDB), Capitão Augusto (PR), Ricardo Tripoli (PSDB) e Jorge Tadeu Mudalen (DEM) também ocupam o top 50. Por outro lado, 14 parlamentares paulistas figuram entre os 100 piores congressistas brasileiros. Um nome dessa lista é do atual presidente do Corinthians Andrés Sanchez (PT), que faltou em 33 sessões plenárias.

O mapa completo pode ser conferido no link http://www.politicos.org.br/.

Sobre o Ranking dos Políticos:

Ranking dos Políticos atua na classificação e compliance do setor público por meio de ferramentas tecnológicas compiladas pelo Portal da Transparência e informações públicas de parlamentares brasileiros. Os critérios utilizados pelo Ranking são absolutamente técnicos, levando em conta fatores como assiduidade, gastos da cota parlamentar, processos judiciais e atuação legislativa. Todas as informações publicadas no Ranking são públicas, disponíveis nos sites oficiais do Senado e da Câmara dos Deputados e dos Tribunais de Justiça.

Leia Mais

Leia outras notícias

ESPORTES POLÍCIA CULTURA
POLÍTICA NACIONAL INTERNACIONAL