Bauru começa a usar câmara fria para acomodar corpos durante pandemia

  • Equipamento doado pela Receita Federal para atender inicialmente os moradores em condições de vulnerabilidade social foi usado pela 1ª vez com paciente que morreu por suspeita de Covid-19.

A prefeitura de Bauru (SP) usou pela primeira vez a câmara fria instalada no Cemitério do Redentor para atender as medidas previstas no protocolo de enterro rápido nos casos de suspeita ou confirmação de Covid-19. O equipamento doado pela Receita Federal foi instalado no último dia 10 de abril no Cemitério Municipal do Redentor. No domingo (26), o corpo de um homem de 27 anos precisou ser colocado na câmara para aguardar o enterro que foi realizado no dia seguinte, no cemitério Cristo Rei.

Posto Avançado tem primeira morte suspeita e Bauru usa câmara fria pela primeira vez

Ele morreu após dar entrada no Posto Avançado Covid-19, o PAC, com sintomas da doença e horas depois ele veio óbito por síndrome respiratória de aguda grave e o caso é investigado como morte suspeita por coronavírus. (Colaborou: Paulo Franco – Jornalista)

 

.... . .