Como surgiu o blackjack?

O blackjack, também chamado de vinte e um, é um dos jogos de cassino mais famosos do mundo. Mas engana-se quem pensa que isso é algo recente. Na verdade, existem relatos sobre ele desde meados do século XVII. O jogo é tão divertido e intrigante que atravessou séculos, mesmo com mudanças nas regras e na forma como as estratégias são montadas.

O blackjack ao longo da história

Ainda que não seja possível dizer quem foi seu inventor ou em que circunstâncias se originou, podemos afirmar que o blackjack é jogado pelo menos desde a Idade Média.

A primeira referência ao jogo na história pode ser encontrada no livro Dom Quixote de la Mancha, de Miguel de Cervantes, lançado em 1605. Trata-se de algo significativo porque, entre outras curiosidades, é considerado o maior livro de ficção de todos os tempos.

A referência encontrada nessa obra, entretanto, é de uma espécie de ancestral do blackjack moderno, chamado de Trente-Un (31), onde o objetivo era justamente alcançar esse número de pontos – e não o ultrapassar, obviamente.

Outras variantes na história também podem ser encontradas em jogos como o Trente et Quarante (30 e 40), jogado na Bélgica e o Bone Ace da Inglaterra. Entretanto, o jogo que acabou fazendo mais sucesso e que gerou os derivados que existem hoje em dia foi o Vingt-et-Um (21), muito famoso na França durante o século XVIII.

Popularização mundo afora

O Casino di Venezia, na Itália, considerado o primeiro do mundo, ajudou a popularizar não só o blackjack, mas diversos outros jogos, como a roleta e o poker. Uma curiosidade é que foi exatamente da região de Vêneto que muitos dos imigrantes italianos de Lençóis Paulista, assim como de todo o estado de São Paulo, vieram nas primeiras décadas do século passado.

Inclusive, alguns historiadores acreditam que uma das influências dessa imigração foi uma intensificação da cultura de jogos de cartas na região (que já existiam e eram populares por aqui).

O crescimento dos cassinos no mundo fez com que o blackjack atravessasse o Oceano Atlântico, chegando a países como o Brasil e os Estados Unidos, alcançando seu auge entre o fim do século XIX e o início do século XX. Foi no país norte-americano, inclusive, que o jogo ganhou este nome.

Isso ocorreu porque alguns cassinos ofereciam um bônus se o jogador possuísse um valete preto e um ás de espadas. O nome dessa mão de cartas era justamente “blackjack”. A mão ficou tão famosa que acabou se tornando o próprio nome do jogo.

Hoje em dia, o blackjack ainda é um dos jogos mais populares em cassinos no mundo inteiro, tanto físicos quanto virtuais. Esses últimos ainda proporcionam partidas de blackjack online com pessoas de diversas partes do mundo.

Isso significa que o jogador pode desenvolver novas estratégias em diferentes partidas, como o blackjack de três assentos, a versão com dobra em uma mão de duas cartas ou mesmo a clássica.

Como jogar blackjack?

O objetivo do jogo é somar mais pontos do que o dealer sem ultrapassar 21 pontos. O ás é a carta mais elevada e pode valer um ou 11 pontos, dependendo da modalidade e da mão que se possui.

Para atingir esse objetivo, os jogadores devem analisar a sua probabilidade de vencer ou não para apostar. Ainda assim, o fator da imprevisibilidade continua sendo um dos principais motivos pelos quais o jogo causa tanto fascínio.

Existem ainda diversas variações do jogo. Os tipos de blackjack variam principalmente de acordo com o número de baralhos utilizados e também com o tipo de apostas que se pode fazer, ainda que isso impacte de forma menos significativa.

O blackjack na cultura popular

A cultura popular faz diversas referências aos cassinos ao blackjack. Um dos exemplos mais icônicos é o filme Se Beber Não Case (2009), no qual os personagens participam de uma hilária partida para salvar o amigo sequestrado.

Outros produtos da cultura popular como o filme Rain Man (1991), a aclamada série Família Soprano e até mesmo na franquia 007 também contam com referências ao jogo. Inclusive, no filme 007 – Permissão para Matar (1989), o próprio James Bond participa de uma partida de blackjack.

Todos esses exemplos mostram que, mesmo com o passar dos séculos, a atração das pessoas por somar pontos com as cartas ainda continua a mesma.

 

 

.... . .