Conflito entre PMs termina na morte de Mário Sabino e sargento Agnaldo

por Vitor Oshiro, Wagner Teodoro e Larissa Bastos/Estágio sob supervisão – JC Net – Foto: Aceituno Jr. via celular

Corpos dos dois policiais foram encontrados na noite desta sexta-feira (25) em veículos na região do Jardim Nicéia. Mário Sabino (foto) se destacou mundialmente no judô.

Na noite desta sexta-feira (25), uma confusão terminou com a morte de dois policiais militares baleados em Bauru. Segundo informações da corporação, houve um confronto entre o cabo do 4.º Batalhão da Polícia Militar do Interior (4.º BPM-I) e judoca olímpico Mário Sabino Jr. e o sargento Agnaldo Rodrigues, do Comando de Policiamento do Interior-4 (CPI-4), o que resultou na tragédia.

Mário Sabino está sendo velado neste sábado (26) no Centro Velatório Nobre 2, no Terra Branca (quadra 5 da rua Gerson França), em Bauru. O enterro será às 16h, no Cemitério do Jardim Redentor. Já o velório e o sepultamento do sargento Agnaldo ocorrerão em Pirajuí. O corpo deve chegar à cidade por volta das 13h e o enterro está marcado para 17h no Cemitério Municipal.

CONFLITO

A tragédia ocorreu no final da rua paralela com a avenida Antenor de Almeida, região do Jardim Nicéia, pouco antes das 21h. De acordo com o primeiro-tenente Rodrigo Franco, equipes de patrulhamento passavam pelo local quando suspeitaram da posição de dois veículos estacionados na rua. “Ao verificar, a equipe encontrou os dois policiais já em óbito”.

Ainda de acordo com ele, ambos morreram baleados. A quantidade de tiros e os locais atingidos somente seriam verificados com a perícia, que ainda não revelou o resultado do trabalho feito no local.

As informações davam conta, também de acordo com primeiro-tenente, que nem o sargento e nem o cabo estavam em serviço quando o fato ocorreu. “Ainda não temos o motivo do que realmente ocorreu. Está tudo em averiguação”, destacou o primeiro-tenente Rodrigo Franco.

O oficial complementa que será aberto um inquérito da Polícia Militar, uma vez que, a princípio, trata-se de um crime envolvendo dois militares.

Judoca era campeão pan-americano

Mário Sabino era integrante da comissão técnica da Seleção Brasileira de judô, teve currículo esportivo vasto de conquistas, dentre elas, a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2003, em Santo Domingo, na República Dominicana, e a de bronze no Mundial de Osaka, em 2003.

Além disso, representou o Brasil em duas edições de Jogos Olímpicos, em Sydney (2000) e Atenas (2004). Já como auxiliar técnico da Seleção Brasileira de judô participou das Olimpíadas de Londres (2012) e do Rio (2016).

Em agosto deste ano, Mário Sabino foi bicampeão pan-americano máster. O título consecutivo foi conquistado em competição realizada em Lima, no Peru, na categoria até 100 quilos, de 45 a 49 anos. Em 2018, conquistou o título da mesma competição, em Buenos Aires.

Em outubro do ano passado, Sabino foi campeão na mesma categoria no Campeonato Mundial de Veteranos, realizado pela Federação Internacional de Judô em Cancún, no México.

Leia também



 

 

.... . .