Covid-19: Vírus é letal na faixa dos 71 a 80 anos

  • Balanço da Secretaria de Saúde mostra a Covid-19 sendo mais letal na faixa dos 71 a 80 anos

Levantamento feito pela Secretaria de Saúde e apresentado na coletiva desta terça-feira, 9 de junho, mostrou que, assim como outros lugares do mundo, a taxa de letalidade da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, tem atingido mais os pacientes com mais de 71 anos. Para se ter uma ideia dos 9 óbitos registramos no momento da elaboração do gráfico (hoje já são 10 mortes), 5 tinham entre 71 e 80 anos e 2 tinham mais de 80 anos.

“Por esse motivo, em todas as coletivas acabo sendo um pouco repetitivo, mas os dados mostram que isso é importante: protejam os idosos, oriente seu pai, sua mãe, seus avós”, declarou o prefeito Anderson Prado.

O prefeito Anderson Prado em seu pronunciamento disse que desde o início da pandemia o município sempre se preocupou com a vida, solicitando ao idoso cumprimento do protocolo da Saúde, porém nunca se esquecendo que também há a preocupação com o emprego de cada um. Ao demonstrar os números de óbitos no Brasil (37.359) e no Estado (9.188), Prado falou sobre a aplicação dos testes em Lençóis Paulista, afirmando que a testagem local é similar à de cidades europeias. Porém, pediu: “Eu peço que não haja competição entre os municípios”, afirmando que o importante é que cada um faça o melhor com as ferramentas que possui.

O secretário de Saúde, Ricardo Conti, fez a apresentação por slides do trabalho realizado pelo Censo Covid, com os números apresentados logo no início. Ricardo afirmou que na faixa de 21 a 60 anos estão 50% dos infectados, justificando que essa é a faixa de pessoas que mais circulam pela cidade. Mas deixou um alerta às pessoas que compõem grupos de risco, porque elas lideram o número de óbitos na cidade.

Dr. Celso, diretor técnico do Hospital Nossa Senhora da Piedade, e integrante do Comitê local de Combate à Covid, comentou que uma das coisas que chamaram a atenção neste período da pandemia é que no início a maioria dos pacientes era formada por pessoas com idade entre 21 e 50 anos, e que agora a faixa etária está subindo, dos 60 aos 80 anos, com média de 70 anos dos pacientes. Alertou que muitos pacientes que perderam a vida foi porque procuraram atendimento com a doença em estágio já avançado, afirmando que raramente os pacientes ficam em estado grave com um ou dois dias da doença” e que quanto mais cedo iniciar o tratamento, maior a chance de cura.

Situação Hospitalar

Para citar os números de leitos ocupados na cidade, o prefeito disse que “Lençóis faz testagem em massa porque não quer colapsar”, citando que no município já foram testadas 2008 pessoas, das quais 401 positivos, 116 são casos suspeitos e 1.491 negativados, com 298 pacientes já recuperados.

A situação hospitalar hoje é de 9 internados nos leitos de enfermaria do Hospital Nossa Senhora da Piedade (são 20 leitos ao todo), e 2 internados na UTI (de um total de 12 leitos). Também há um paciente internado no CMU (Unimed) local, 14 no Hospital Estadual (Bauru), 1 no Hospital São José (Barra Bonita) e 1 paciente no Albert Einstein (São Paulo).

Em seguida falou sobre os números da dengue, 47 testados, 12 positivados (3 autóctones e 8 importados), 23 negativados e 5 pessoas não quiseram fazer o exame.

Prado também, comentou que escolas e creches da cidade dependem da liberação dos governos estadual e federal para voltar as atividades. Chamou a atenção para a distribuição de hipoclorito na cidade, que será reiniciada no dia 15 de junho se estendendo até o dia 20. Alertou que a partir da próxima semana a entrevista coletiva passa a ser realizada somente as terças-feiras, às 14h, podendo ser convocada uma extra se necessário.

Nardeli da Silva, presidente da Câmara, pediu uma investigação sobre responsabilidade de algumas “repúblicas” existentes na cidade, que abrigam funcionários terceirizados de empresas locais, para ficar mais fácil o contado com os empresários quando necessário por alguma ocorrência. Pediu desculpas e corrigiu um número passado por ele na sessão da Câmara de segunda-feira.

.... . .