Dicas para organização de casamento a céu aberto

  • Atenção aos detalhes é essencial para que a cerimônia saia como planejado



Para não errar, a organização de um casamento ao ar livre exige alguns cuidados que nem sempre são lembrados pelos noivos, como a escolha certa do lugar, da data, do horário, dos equipamentos de som que serão utilizados, entre outros detalhes que precisam ser considerados para que tudo saia de acordo com o esperado. 
De acordo com Tânia Maria Graziadei, docente da área de eventos e lazer do Senac Bauru, há algo especial em casamentos feitos ao ar livre. “Seja no campo, nas montanhas ou na praia, a natureza favorece para um clima mais romântico e para a produção de fotos com cenários de tirar o fôlego. No entanto, apesar de trazer muitas vantagens, esse tipo de cerimônia requer antes de tudo, um cuidadoso planejamento”. Confira abaixo dicas da docente para realizar um casamento a céu aberto dos sonhos:
           1. Local
Selecione alguns ambientes interessantes e que combinem com a proposta de festa desejada. Depois, visite os locais para conferir a infraestrutura, se há espaço para o buffet, área coberta para o caso de mau tempo, ou se é de fácil acesso para garantir que os convidados cheguem sem dificuldades. Caso não tenha uma sala fechada, os noivos também podem alugar uma tenda comum ou aquelas com lateral transparente dos lados.
Importante ressaltar que se o ambiente escolhido for um espaço público, como praças, praias e parques, é necessária uma autorização da prefeitura local para uso.

  1. Data

Outra questão que deve ficar no topo da lista dos noivos é em relação à época mais indicada para realizar o casamento a céu aberto. Isso porque em janeiro, fevereiro e dezembro a probabilidade de chuva e ventania é maior, o que pode acabar comprometendo a organização. Para acertar na escolha, prefira agendar o evento durante a primavera ou no outono, que são meses de temperaturas amenas e sem muitas surpresas.

  1. Horário 

O casamento ao ar livre pode ser realizado em qualquer horário, não há uma regra específica para manhã, tarde ou noite. Porém, existem alguns períodos capazes de fazer com que o momento se torne ainda mais especial. A docente indica o início da cerimônia para às 16h30, pois permitirá que noivos e convidados contemplem no decorrer da festa o pôr do sol, além de garantir fotos incríveis como recordação. 
      4. Traje
Locais ao ar livre nem sempre necessitam de traje social. Por isso, para não deixar nenhum convidado desconfortável é importante indicar no convite qual a vestimenta adequada. Vale colocar recomendações de roupas e calçados com base na localização, estilo e a temperatura do local.

        5. Equipamentos de som, fotos e vídeo
Organize a cerimônia de forma que o fotógrafo consiga capturar a natureza e que o cinegrafista não tenha problemas com sons externos e local sem acústica. Afinal, os convidados precisam ouvir a cerimônia. Também é importante verificar se a banda ou DJ contratados têm equipamentos adaptados para eventos ao ar livre.

           Escolha da maquiagem
Planejar a make para casamento ao ar livre pode parecer uma missão difícil, mas Adriana Gonçalves das Neves, docente da área de beleza do Senac Bauru, garante que o segredo está na contratação de profissionais capacitados e com experiências em maquiagem HD (high definition), que possui alta definição, textura leve e micropigmentos fotocromáticos. Assim, essa técnica garante que apenas uma gotinha do pigmento de maquiagem seja suficiente para uma cobertura ideal, dando o aspecto da tão desejada pele de pê ;ssego.
Para as noivas, esse tipo de maquiagem garante durabilidade, ou seja, elas podem rir, chorar à vontade, por até 12 horas, dançar todas as músicas e distribuir beijos e abraço s durant e a festa que a make continuará impecável até o último momento.
“Como noivas, madrinhas e convidadas terão que lidar com vento, sol e outros detalhes que podem interferir na durabilidade da make, a principal dica é apostar em cuidados diários como hidratação com produtos específicos para cada tipo de pele, tomar muita água, pois isso é fundamental para um bom resultado da maquiagem, além de aplicar um bom primer antes da base e um bom pó fixador translucido.
Se a cerimônia do casamento é em local aberto e durante o dia, vale a pena a regra do menos é mais. Para uma pele natural e iluminada, aposte em bases de cobertura leve e fluidas, neste caso as bases HD são as mais indicadas. A orientação é esconder olheiras e manchinhas com um corretivo e depois aplicar uma camada de base HD ou duas camadas da base convencional.
Para a região dos olhos, a paleta terrosa – tons nude, rosa queimado e amarronzados -, é a melhor opção porque traz um visual sofisticado e, ao mesmo tempo, atemporal, perfeito para a ocasião. No entanto, se não quiser deixar os tons “apagados”, invista no acabamento acetinado para um toque de elegância.
Nos lábios, independente do horário da festa, vale a pena apostar em tons marrons ou rosa queimado e aplicar um glossy somente no centro do lábio para dar um brilho extra. Agora, se o desejo é por um bocão vermelho – ou outro tom vibrante, o segredo está em equilibrar bem o visual com um olhar mais simples ou, então, apostar em batons com tons mais queimados e amenos.

          Cursos na área
Para os interessados em realizar maquiagens de embelezamento para eventos, ou se capacitar na realização de eventos de casamento, com domínio das diferentes etapas do processo, atuando como consultor de ideias e prestador de serviço o Senac Bauru oferece os cursos Maquiador e Casamento: do planejamento à celebração em grande estilo.
Para mais informações e matrículas, acesse o Portal Senac: www.sp.senac.br/bauru.

Leia outras notícias      

 

.... . .