Esportes em Lençóis Paulista

 

charge-esportes

Todo mundo percebe que a cidade de Lençóis Paulista está passando por uma revolução na área esportiva. O município  que já foi celeiro de grandes atletas – nativos ou adotivos –  após alguns anos de desleixo dos dirigentes municipais, volta a ocupar lugar de destaque no pódio nacional. Nos últimos dez meses, foram realizados os Jogos Regionais que mobilizaram centenas de atletas e dirigentes de diversas regiões do estado. Depois, foi a vez da competição de artes marciais promovida no ginásio de esportes Tonicão despertar a atenção dos lençoenses. Mais recentemente a Copa Interior de Triathlon, levou grande público para as margens do Lago da Prata. No domingo a cidade foi agraciada com a Copa São Paulo de Ciclismo. Na quarta-feira passada (8) o Tonicão foi palco de um excelente jogo de basquetebol pelo Campeonato Brasileiro envolvendo uma equipe de Bauru (campeão de 2016) e Campo Mourão/pr. Essa partida serviu para reviver jogos memoráveis disputados nos anos 89 e 90, quando a equipe da Lwart foi campeã paulista e vice brasileira de basquete.   Mas não foi só no basquete que Lençóis brilhou no passado. Nos anais da história estão registrados três nomes que foram campeões mundiais em suas modalidades. Miguel de Oliveira, nascido na cidade em 1947, foi campeão mundial de boxe em 1975. Valdir Pereira, o Didi Folha Seca, foi campeão com a seleção brasileira em 1958, na Suécia. Didi, nascido no Rio de Janeiro, defendeu as cores do Clube Atlético Lençoense na década de 1940. O goleiro Marcos Roberto Silveira dos Reis, antes de defender o Palmeiras, também foi atleta do CAL nos anos 90. Marcão que é natural de Oriente/sp foi campeão com seleção Brasileira em 2002, na Ásia. No atletismo não se pode esquecer do primeiro atleta lençoense a disputar uma olimpíada. Trata-se de Claudinei Quirino da Silva que representou o Brasil em 1996, em Atlanta/USA. Muitos outros nomes levaram o nome da cidade para todos os cantos do País e do mundo. Só para citar alguns, Angelina Boso, foi campeã panamericana no arremesso do peso, e noutras modalidades Euclides Jerônimo, Maria Luiza Domingues Betioli (Bety), Antonio Luiz Ranzani, Valderby Romani e outros, brilharam nas pistas do Brasil. O voleibol também trouxe muitas alegrias aos amantes do esporte. Muitos dos atletas do passado ainda estão ativos e participam de competições seniores. O esporte sempre  esteve presente na vida dos lençoenses.

Pensamento

“É no olhar de uma criança que mora a esperança de um mundo melhor”  BB
::.. Benedicto Blanco é jornalista, colunista no Jornal Sabadão do Povo, administrador do site Lençóis Notícias e membro da Academia Literária Lençoense (ALL).

 

 

 

 

.... . .