Festival Integrado de Literatura termina superando as expectativas e se firma como grande evento

  • De acordo com a organização, mais de 18 mil pessoas passaram pelo Teatro Adélia Lorenzetti nos oito dias do evento

Terminou neste domingo, 25/11, o Festival Integrado de Literatura de Lençóis Paulista (FILLP 2018) com um show mais que especial com o apresentador e músico Rolando Boldrin. O teatro Adélia Lorenzetti, mais uma vez, ficou completamente lotado por uma plateia que acompanhou atentamente os curiosos e engraçados causos contados por Boldrin, um dos grandes nomes dos programas de auditórios, que há mais de 50 anos está na estrada.  Desta forma, o FILLP 2018, se encerra com um saldo altamente positivo. Foram oito dias de muitas atrações e programações culturais que integram a música, a poesia, o teatro, a contação de histórias, a poesia e a literatura. De acordo com o Secretário de Cultura de Lençóis Paulista, Marcelo Maganha mais de 18 mil pessoas passaram pelo festival nestes dias. “Estamos muito felizes com os números do Festival deste ano. As escolas do município compareceram em peso às atividades com seus 9 mil alunos. Também registramos a vistas de escolas da região, com mais de 3 mil alunos entre as cidades de Bauru, Agudos, Macatuba e Pardinho. Esses números, somados as presenças nos espetáculos da noite, contabilizam mais de 18 mil visitantes. Seguramente, podemos dizer que o FILLP entra na rota dos maiores e melhores festivais literários do Estado de São Paulo”, disse o secretário. Durante todas as manhãs, de segunda a sexta, crianças e adolescentes passaram pelas atividades desenvolvidas pela Cia de Teatro Trovamores, que neste ano trabalharam com o personagem O Menino Maluquinho, de Ziraldo. Na sexta-feira, (23/11), em plena Back Friday, os atores estiveram na principal rua do Comércio Lençoense (15 de novembro) fazendo intervenções e convidando as pessoas para prestigiarem o FILLP.  O escritor e cartunista Julinho Sertão interagiu com as crianças que curtiram cada momento das apresentações, e claro, dos desenhos que instigavam a imaginação dos presentes. Com um grupo de adolescentes, o artista falou e os orientou sobre o perigo das drogas. No palco principal do Teatro Adélia Lorenzetti, Eduardo Santhana cantarolava com as crianças as tradicionais canções de ciranda, entremeadas pela contação de histórias com Illan Brenman, Samira

Leia Mais

Leia outras notícias

ESPORTES POLÍCIA CULTURA
POLÍTICA NACIONAL INTERNACIONAL

 



 

 

 

.... . .