Meio Ambiente e Defesa Civil alertam para riscos de queimadas urbanas

Queimada registrada no último domingo

O período de estiagem requer uma atenção maior sobre o risco de queimadas urbanas, sejam elas acidentais ou de propósito, que configura crime. O alerta é da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (SAMA) e da Defesa Civil. No último final de semana, foi registrado fogo no Ecoponto do Senai.

O período de estiagem está relacionado ao resultado da redução, atraso ou ausência de chuvas previstas para uma determinada temporada, geralmente entre os meses de abril a outubro. Nessa época o ar fica mais seco, propiciando problemas respiratórios, gripes e alergias, sobretudo em situação de pandemia (Covid-19). Além de afetar a saúde, também traz prejuízos ao meio ambiente.

Neste sentido, é importante alertar a todos para que não realizem queimadas urbanas e a medida de prevenção é a informação. A lei Municipal 2911/2001 e Decreto Executivo 314/2014, preveem como crime a queimada para fins de limpeza de terreno, preparo de solo, madeira, entulho, móveis velhos, resto de poda de jardins, ou galhos de árvores, resto de lixo ou qualquer outro material.

Além disso, não se deve descartar bitucas de cigarro em margens de rodovias ou áreas de risco, bem como não descartar produtos inflamáveis em contentores do Programa Coleta Certa.

As ações educativas também ocorrem de forma contínua em bairros ou regiões com maior incidência e públicos-alvos, até como prerrogativa da diretiva “Qualidade do Ar” do programa Município Verde Azul. A atenção deve ser redobrada durante todo período de estiagem.

Serviço

Em caso de queimada, deve-se acionar o Corpo de Bombeiros para a contenção do fogo pelo nº 193, bem como a fiscalização ambiental municipal, pelo telefone (14) 32697054. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira das 7h30 às 17h, para orientações, notificações ou outras medidas previstas na legislação municipal.

 

Pref. Mun. de Lençóis Paulista – SP

.... . .