Óleo de cozinha usado é coletado para reciclagem

O óleo de cozinha após o consumo deve ser armazenado em garrafa pet

Neste ano 2020, devido a pandemia do Coronavírus, diversas ações de educação ambiental precisaram ser adaptadas ou até mesmo suspensas no modo presencial. No entanto, vale destacar a ação de proatividade apresentada dentro da diretiva “Esgoto Tratado”, do Programa Município Verde Azul, com a destinação adequada do óleo de cozinha usado de residências, restaurantes, lanchonetes e outros grandes geradores.
O óleo de cozinha após o consumo deve ser armazenado em garrafa pet e, após resfriado, entregue em um dos pontos de coleta nas escolas municipais e particulares, após o retorno das aulas, ou através da coleta seletiva, da Cooprelp, que vai incrementar a renda das cooperadas. Posteriormente, o óleo é reutilizado para fabricação de sabão caseiro, ração animal e biocombustível.
O óleo nunca deve ser despejado no ralo da pia, ou na rede de esgotos, uma vez que pode formar camadas de gordura que causam obstrução e entupimento, além da possibilidade de atrair pragas urbanas como ratos e baratas, e de prejudicar o sistema de tratamento de esgotos do município.
Ao ser descartado no meio ambiente, o óleo pode causar grande impacto na poluição do solo e, principalmente, da água, uma vez que 1 litro de óleo pode poluir até 1 milhão de litros de água. Nos rios, cria-se uma camada superficial, o que impede a oxigenação e prejudica a vida aquática. Óleo e água não se misturam, então a solução é reciclar. A campanha “Copróleo”, realizada junto a rede municipal de ensino, não está sendo possível, uma vez as aulas estão sendo realizadas no sistema remoto. Porém, cerca de 2.800 litros de óleo, de 48 pontos de grandes geradores puderam ser coletados, garantindo a continuidade da ação para reutilização e reciclagem do óleo de cozinha em nosso município.

Leia outras notícias     

 

 

.... . .

Deixe uma resposta