Os primeiros de Lençóis

Primeiro Cinema

Com a colaboração do professor Antônio Esperança de Oliveira, dona Francisca de Oliveira Machado construiu o primeiro cinema de Lençóis Paulista. Segundo relata o historiador Alexandre Chitto, o prédio, ou a sala onde eram exibidos os primeiros filmes, fora construído na Rua 15 de Novembro, onde se encontra hoje o  shopping

Primeira criança a ser registrada

Um garoto de nome Francisco foi A primeira criança a ser registrada no Cartório de Registro Civil de Lençóis. O nascimento se deu no dia 1º de novembro de 1875, às 9h. Francisco era filho de Antonio Domingues de Oliveira e Maria Rita da Conceição

Primeiro rádio em Lençóis Paulista

O primeiro rádio foi trazido para Lençóis pelo Padre Salomão Vieira. O aparelho era todo aberto pois havia o risco de pegar fogo. Era composto de válvulas enormes presas a uma tábua de 80 centímetros de comprimento por 40 de altura. O rádio foi testado e inaugurado à noite, porque durante o dia era impossível sintonizar uma emissora. Quando o som foi captado, as inúmeras pessoas que acompanhavam o trabalho do padre, que se dizia entendedor do assunto, ouviram a seguintes palavras via rádio: “São onze hora e cinco minutos. Encerramos as nossas transmissões. Rio de janeiro, boa noite”. (Fonte: Lençóis Boca do Sertão)

Primeiro carro em Lençóis

Foi por volta de 1912 que Luiz Borin e Francisco Fole, trouxeram o primeiro automóvel para Lençóis. A novidade causou grande surpresa, sobretudo aos moradores da zona rural que, não se atreviam a acender um isqueiro ou fósforos perto da máquina. Eles tinham receio que ela se incendiasse.

Primeira vereadora de Lençóis

Formada pela faculdade de direito de Bauru, a advogada Lidia Bertoli Neto, casada com Antonio Neto  (falecido), foi a primeira mulher a ocupar uma cadeira no Poder Legislativo de Lençóis Paulista. Depois dela, Maria Luiza Martins (Lú) Suely Paccola e Cleuza de Fátima Ribeiro Spirandeli foram eleitas vereadoras. Apenas essas quatro mulheres conseguiram chegar à câmara de vereadores  nos 151 anos de Lençóis Paulista. Em 2017, outras três mulheres conseguiram se eleger pra o mandato que se expira em dezembro de 2010.  São elas: Mirna Justo, Diusaleia Furlan e Irani Gorgonio.

Primeiro delegado de polícia

O primeiro lençoense a ocupar cargo de delegado de Polícia foi o doutor João José Dutra. Assim que se formou e prestou concurso foi servir na cidade de Sarutaiá. Depois transferiu-se para a capital do Estado, mais tarde para Jaú, depois para Macatuba entre outras comarcas do Estado. Hoje ele está aposentado.

Primeiro juiz de direito

O primeiro filho de Lençóis Paulista a chegar ao cargo de juiz de direito, foi o doutor Wilson Frezza, filho de tradicional família lençoense. Logo que se formou ele foi trabalhar na cidade de Andradina/sp. Hoje ele goza a merecida aposentadoria.

Primeiro atleta a participar de olimpíada

O primeiro e até agora o único atleta lençoense a participar de uma olimpíada foi  Claudinei Quirino da Silva. – Atlanta – Estados Unidos, em 1996.

Primeiro médico

O primeiro médico a prestar serviços na Assistência social da prefeitura foi o dr. Marco Moretto em 1973, na administração do sr. Rubens Pietraroia.

Primeiro campeão do mundo

O pugilista Miguel de Oliveira, campeão do mundo em 1975 ao derrotar em Paris o seu oponente José Luiz Duran, nasceu em Lençóis Paulista em 30 de setembro de 1947. Miguel deixou escapar  o título de campeão mundial ao perder o filipino Elisha Obed, no Japão.

Primeiro promotor de justiça

O primeiro filho de Lençóis a se tornar promotor de justiça foi o dr José Silvino Perantoni. Seu primeiro trabalho foi na comarca de Botucatu, depois foi transferido para Tupi Paulista e mais tarde para a capital do Estado. Hoje ele está aposentado e mora na sua terra natal.

.... . .