Piadas de loira (3)

Garrafa Térmica

A loira ganhou do namorado uma garrafa térmica de presente. Deslumbrada com aquele instrumento fálico ela pergunta:

— Para que serve isso?

O namorado, paciente, explica:

— A garrafa térmica mantém quente o que é quente e mantém frio o que é frio!

A loira retruca com a naturalidade que lhe é peculiar:

— Ué! Mas ela nunca se confunde?

Mecânica Difícil

A loira parou num posto de gasolina, desceu do carro, abriu o capô e foi verificar o nível do óleo.

Alguns minutos depois, com a vareta na mão, ela pergunta a um dos atendentes:

— Você não tem uma vareta mais comprida?

— Não… por quê?

— Porque essa não alcança o óleo!

Parada na Blitz

Numa blitz o guarda para a bela loira e pede os documentos.

— Que documentos? — pergunta ela, com ar inocente.

— A sua Carteira de Habilitação!

— Carteira de Habilitação? O que é isso?

O guarda já começa a ficar impaciente.

— Pode me dar a sua Identidade?

— Identidade? Eu também não sei o que é isso!

Inconformado com a burrice da garota e exaltado com as curvas abundantes, o guarda tira o pau para fora e pergunta:

— E isso daqui, você sabe o que é?

— Ah! Não! O bafômetro de novo!

Três perguntas

No programa Pode Pôr Tudo Por Dinheiro, a loiríssima tem de responder três perguntas para ganhar um fogão de seis bocas para sustentar.

— Quem foi o primeiro homem? — pergunta o apresentador.

— Foi Adão! — responde a moça, na lata.

— Muito bem! E quem foi a primeira mulher?

— Eva!

— Parabéns! E agora, para levar o prêmio todinho bem no fundo do Baú… qual foi a primeira coisa que Eva disse pro Adão?

A loira entrou em pânico. Pensou… pensou… pensou…

— Xiii, tá duro!

— Parabéns! Você acaba de ganhar um fogão da marca Pra sempre!

Times femininos

Dois times de futebol feminino, um só de mulheres morenas e outro só de loiras, contrataram um ônibus de excursão de dois andares para um torneio em outra cidade.

O time das morenas foi no andar de baixo e o das loiras no andar de cima.

As morenas no andar de baixo viajaram fazendo a maior festa até que uma delas notou que o andar de cima estava muito quieto. Quando a morena chegou no andar de cima, ela viu que todas as loiras estavam congeladas de pânico, segurando fortemente os braços de suas poltronas e todas olhando para a frente. A morena perguntou:

— O que está acontecendo aqui? Nós estamos fazendo uma festança lá embaixo!

Uma das loiras se vira e responde:

— É, mas lá vocês têm motorista né?

Loira na Floricultura

No dia das mães, chega uma loira na floricultura e diz:

— Bom dia, o senhor poderia me ver uma dúzia de gladiadores?

— A senhorita quer dizer gladíolos?

— Tem razão, desculpe, eu confundi: gladiador é aquela peça de refrigeração do carro, não é?

Cérebro da loira

Os cientistas resolveram pesquisar por que as loiras são tão diferentes das morenas. Para isso, examinaram os cérebros das duas. No da morena encontraram muitos fios, ligações e neurônios…

Quando examinaram o da loira, veio a surpresa: só tinha uma linha de uma ponta a outra da cabeça. Resolveram cortar para saber o que aconteceria e não deu outra: as orelhas caíram!

Convite para Boate

Sábado à tarde, toca o telefone na casa da loira:

— Oi gata! Que tal a gente sair hoje à noite?

— Tô dentro! — diz ela, animada — Pra onde?

— Tava pensando em ir naquela boate onde você fez sexo oral em mim na semana passada, depois naquele motel caro onde eu sempre te levo! Quero transar até amanhecer, gata!

— Tô dentro! — comemora ela.

— Então eu te pego às nove, como de costume!

— Tô dentro! — conclui a loira — Mas quem está falando mesmo?

Entretendo a Loira

No ônibus, uma loira estava importunando a todos, tagarelando as mais terríveis banalidades. Quando um sujeito que estava próximo a ela teve uma brilhante idéia e entregou algo para que a loira lesse. Para o espanto de todos, a loira se entreteve no pedaço de papel durante toda a viagem.

Visivelmente aliviados, alguns passageiros foram agradecer o sujeito que conseguiu fazê-la parar de falar besteiras, e perguntaram:

— Afinal, o que estava escrito naquela folha, que prendesse tanto a atenção daquela loira?

— Muito simples — disse o sujeito — Na frente estava escrito “Olhe atrás” e atrás estava escrito “Olhe na frente”…

Abrir a cerveja

Uma loira foi em um bar e pediu uma cerveja “long nec”, mas ela não tinha a mínima idéia de como se abria aquilo.

— Garçom, por favor, cara! Como é que abre isso, cara?

— É só torcer! — respondeu ele.

Então a loira colocou a cerveja em cima do balcão, se concentrou e começou a gritar:

— Eô, eô, a cerveja é o terror! Eô, eô, a cerveja é o terror!

Loira super dotada

A aluna do primeiro ano primário chega em casa toda eufórica:

— Mamãe, Mamãe! Hoje a professora ensinou a contar de 1 a 10! As meninas aprenderam a contar de 1 a 5 e os meninos de 6 a 10, mas como eu sou uma loira super dotada aprendi a contar de 1 a 10!

— Muito bem — diz a mamãe.

No dia seguinte…

— Mamãe, Mamãe! Hoje a professora ensinou o alfabeto! As meninas aprenderam do A ao M e os meninos do N ao Z, mas como eu sou uma loira super dotada aprendi o alfabeto inteiro!

— Muito bem — diz a mamãe.

No dia seguinte…

— Mamãe, Mamãe! Hoje a professora foi nos ensinar a nadar na piscina da escola!

— Que ótimo, minha filha! E como foi?

— Foi legal, mamãe… Eu aprendi a nadar! Mas quando nós fomos trocar de roupa eu notei que todas as meninas tinham uns peitinhos pequenos e eu tinha uns peitões enormes! É porque eu sou uma loira super dotada, mamãe?

— Não, minha filha… É porque você tem 23 anos!

Gênia Loira

O viajante perdido estava andando há três dias no deserto, morrendo de sede. Depois de ver lagos, piscinas, bebedouros, aquários e fontes de água cristalina e descobrir que tudo não passava de miragens ele viu uma lâmpada mágica.

Ao invés de esfregar a lâmpada ele apertou, para se certificar de que não era mais uma miragem e, no lugar de um gênio, acabou aparecendo uma gênia. E loira!

— Pode fazer seus dois pedidos! — disse ela, cheia de pose.

— Ué! Mas não são três? — perguntou o viajante.

— Ih, é mesmo! Como sou distraída! Pode fazer os seus três pedidos!

— Primeiro eu quero água! Muita água!

A loira pegou um caderninho e começou a anotar, pra não esquecer.

Logo em seguida o cara faz o segundo pedido:

— Eu quero ver muita, mas muita xereca!

— Xereca? — perguntou a gênia.

— É, xereca! O órgão sexual feminino…

— Anh… Certo, tá anotado… Qual o terceiro desejo?

— Eu quero sumir desse deserto e ir pra um lugar fresco, arejado…

A loira anotou tudo, pensou por alguns minutos e — plim! — transformou o cara num bidê!

Volátil e volúvel

A loira no confessionário:

— Padre, na semana passada eu cometi um pecado muito grave. Assim que saí da casa do meu noivo, encontrei um ex-colega de faculdade e depois de algum tempo conversando, acabamos na cama… Sabe, seu padre, eu sou tão volátil…

— Volúvel, minha filha.

— No dia seguinte, assim que saí da casa do meu noivo, encontrei um outro amigo, com quem havia trabalhado há alguns anos e depois de algum tempo conversando, acabamos na cama… É que eu sou tão volátil…

— Volúvel, minha filha, volúvel.

— E ontem, seu padre, eu ia saindo da casa do meu noivo, aí um cara bem bonitão me ofereceu carona, eu topei e depois de algum tempo conversando, ele acabou me levando para um motel. Eu sou tão vo… como é mesmo a palavra, seu padre?

— Puta, minha filha, puta!

Ida e volta

Uma loira super-apressada, vai a uma bilheteira duma estação de trens:

— Um bilhete de ida e volta, faz favor.

— Para onde? — pergunta o empregado.

— Para aqui outra vez, para onde haveria de ser?

Gripe aviária

A loira, com medo da gripe aviária, dizia para uma amiga que, daquele dia em diante, não comeria mais carne de frango.

A amiga alertou que o perigo só existia na Ásia.

A loira, indignada, respondeu:

— Mas essa é justamente a parte que eu gosto…

Aposta da Loira

A loira e a morena estão assistindo ao telejornal quando aparece na TV um homem no telhado de um prédio ameaçando se jogar. A morena logo vai dizendo:

— Aposto 50 reais que ele vai pular.

— Certo. Eu aposto 50 reais que ele não vai pular — responde a loira muito empolgada.

— Apostado!

Dali a uns minutos, o homem solenemente se espatifa na calçada. E a loira com olhar triste diz:

— Ok, você ganhou. Tome os seus 50 reais.

— Ah, deixa pra lá. Eu não posso aceitar o seu dinheiro. É que eu tinha visto essa matéria hoje de manhã e já sabia que ele ia pular. Desculpe.

— Tá bom, tá bom, confesso! Eu também fui desonesta com você. Eu tinha visto o jornal hoje de manhã.

— Mas então por que você apostou?

— Bom, eu não imaginei que ele seria tão estúpido de pular de novo!

Carro Roubado

Uma loira ligou para a polícia para avisar que ladrões tinham entrado em seu carro:

— Eles levaram o painel do carro, o volante, o pedal do freio, do acelerador e até a alavanca do câmbio! — reclamou ela, irada.

Antes que a viatura saísse para atender o chamado, o telefone tocou de novo e a mesma loira explicou:

— Desculpa aí… sou eu de novo! É que sem querer eu entrei pela porta errada e sentei no banco de trás… dá para retirar a queixa?

Corpo Pegajoso

A loira entra no consultório e o médico pergunta:

— Então, como estão os banhos que eu lhe receitei?

— Ah, doutor… Eu estou sentindo o corpo um pouco pegajoso…

— Pegajoso? — pergunta o médico, assustado — Como assim?

— Ah, doutor… Acho que é por causa do açúcar…

— Que açúcar?

— Ué, doutor! Você não mandou eu tomar banhos de água doce?

Ótimo dia

Três garotas estão conversando sobre os seus dia-a-dias:

— Quando chego em casa — diz a primeira, uma morena — eu atiro os meus sapatos no corredor, se eles ficarem juntinhos significa que eu tive um dia ótimo.

— Quando chego em casa — diz a segunda, também morena — eu jogo o meu chapéu na chapeleira, se ele parar é porque eu tive um dia ótimo.

— Quando chegou em casa — diz a outra, loiríssima — eu atiro a minha calcinha no teto, se grudar é porque meu dia foi excelente.

Doação de sangue

Comovida com os apelos das autoridades médicas para doar sangue às vítimas de acidentes, uma loira compareceu a um dos postos de coleta:

— Você já doou sangue alguma vez? — perguntou o médico.

— Não, é a primeira vez, doutor.

— Então precisamos calcular o quanto poderá ser retirado. Quanto você costuma perder durante a menstruação?

Ela pensa, faz umas continhas usando os dedos e depois responde, com firmeza:

— Por volta de R$ 3.000,00!

Carona no Caminhão

A loira ia de carona em um caminhão, quando de repente o motorista para pouco antes de uma ponte e diz:

— Sinto muito, mas você vai ter de descer, vou ter que pegar outro caminho.

— Por quê? — quis saber ela.

— Tá vendo aquela placa ali: “Altura máxima permitida 6 metros”.

A carga do meu caminhão está com quase sete metros.

— Ah! Só por causa disso? Pode ir tranquilo, não tem nenhum guarda por perto!

Segundas intenções

Uma loira maravilhosa chegou a delegacia aos prantos, para fazer uma queixa: tinham acabado de roubar o seu broche de brilhantes.

— E onde você estava quando isso aconteceu? — perguntou o delegado.

— Eu estava no metrô, voltando pra casa — respondeu, triste.

— Sei — disse o delegado anotando as informações. — E onde estava o broche?

— Estava na minha blusa — disse ela, arrasada. — Preso bem no decote.

O delegado ficou surpreso:

— Preso no decote? Mas você não sentiu a mão do ladrão?

Ela explicou:

— Bom, sentir eu senti, sim. Mas é que eu achei que ele estava com boas intenções…

Encontro Virtual

O cara estava na praça de lazer do shopping, esperando por uma menina que conheceu na Internet. Preocupado em ter levado um bolo virtual, ele vira pra uma loira que estava sentada ao lado e pergunta:

— Ei, garota! Você tem horas?

E a loira:

— Não vem não! Sei que você está louco pra puxar conversa comigo, mas não vou te dizer que sou uma mulher completamente descomprometida, que moro na Rua das Flores número 25, e que meu telefone é 5569-6969! Repetindo 5569-6969!

Venda para loiras

A loira foi até a loja de eletrodomésticos para comprar um aparelho de TV. Chegando lá, falou para o vendedor:

— Moço, eu quero aquele aparelho de TV que está ali. Quanto ele custa? — falou ela apontando um aparelho que estava na prateleira.

O vendedor educadamente disse a ela:

— Desculpe-me senhora, mas não vendemos para loiras.

Indignada, a moça foi para casa e voltou com uma peruca preta. E novamente fez o pedido para o vendedor:

— Quero comprar aquela TV.

E ele, repetiu:

— Desculpe-me, mas não vendemos para loiras.

Mais indignada ainda, voltou lá com outra roupa óculos escuros e uma peruca ruiva.

— Moço, eu quero aquele aparelho de TV.

E o vendedor:

— Já lhe disse, moça! Nós não vendemos para loiras. Por favor, não insista!

Não mais suportando, ela lhe disse:

— Eu vim ao natural e você disse que não vende para loiras. Vim de morena e de ruiva, continuou dizendo que não vende para loiras! Como sabe que eu era as três pessoas?

— Simples — disse ele — esse não é um aparelho de TV, é um forno micro-ondas.

Último dia de carteiro

Após 35 anos de trabalho, chegou o último dia de Moacir como carteiro. Na primeira casa de sua rota foi recebido com aplausos e presenteado com uma linda camisa. Na segunda, recebeu de presente uma caixa de charutos cubanos. A família da terceira deu-lhe um kit completo de pescaria. O carteiro estava radiante de felicidade. Chegou na casa da loira mais gostosa do pedaço:

— Entre, seu Moacir — disse a loiraça abrindo a porta de sua casa.

Assim que ele entrou, ela o pegou pelas mãos e o levou até seu quarto. Transaram por horas. Depois de quase matar o carteiro de tanto prazer, a loira ainda lhe ofereceu um delicioso café da manhã. O carteiro observava cada detalhe quando percebeu que embaixo de sua xícara de café havia uma moeda de 25 centavos.

— Foi tudo maravilhoso! — disse o velho carteiro — Mas por que essa moeda de 25 centavos?

— Ah! Isso aí é coisa do meu marido. É que, quando eu disse pra ele que pretendia fazer algo especial pelo seu último dia, ele disse: “Foda com ele, dê esses 25 centavos!”. Já o café, foi ideia minha…

Loira vingativa

Uma loira estava preocupada pois achava que seu marido estava tendo um caso. Um dia ela volta para casa mais cedo e encontra seu marido na cama com uma ruiva espetacular. Ela saca uma arma e aponta para a própria cabeça.

O marido pula da cama, e interrompe:

— Não querida, não faça isso…

Aos berros a loira responde:

— Calado, você é o próximo!

Blusa chique

Duas loiras peruas se encontram.

— Magali, que blusa linda você está usando!

— Você gostou? É de uma lã especial! Foram necessárias oito ovelhas para confeccioná-la!

— Noooossa, que chique! E eu nem sabia que já tinham ensinado ovelhas costurar!

Carro da loira

A loira dirige pelas ruas da cidade toda arrumada quando de repente bate o seu carro novinho na traseira de um ônibus e fica desesperada. Um guarda passava pelo local e resolve tirar um sarro da coitadinha:

— Isso é muito fácil de resolver: É só soprar nesse cano aqui atrás, mais conhecido como escapamento, que o carro desamassa rapidinho!

Alguns minutos depois, com a boca toda preta e os joelhos doendo ela começa a chorar. Quando uma outra loira passa por ela pra lhe dar umas dicas:

— Amiga, o que aconteceu?

— Bati meu carro no ônibus e o guarda disse para eu soprar aqui que iria desamassar — diz a loira, desesperada.

— Sua burra! — xinga a amiga — Desse jeito você não vai conseguir! Primeiro você tem que fechar os vidros do carro!

Primeira classe

Em um avião indo para Nova York, a comissária se dirige a uma loira sentada na divisão reservada para a primeira classe e pede para que ela se mude para a classe econômica, pois ela não tinha a passagem para a primeira classe.

A loira replicou dizendo:

— Eu sou loira, eu sou bonita, estou indo para Nova York e eu não vou sair.

Não querendo argumentar com a passageira, a comissária pede para o co-piloto para falar com ela. Ele foi falar com a mulher pedindo que ela fizesse a gentileza de sair da primeira classe. Novamente, a loira respondeu:

— Eu sou loira, eu sou bonita, estou indo para Nova York e eu não vou sair.

O co-piloto voltou para a cabine de comando e perguntou para o piloto o que ele deveria fazer. O piloto disse:

— Eu sou casado com uma loira e sei como lidar com isso. Ele foi para a primeira classe e sussurrou no ouvido da loira… Ela imediatamente pulou da cadeira e correu para o setor econômico resmungando para si:

— Por que ninguém me disse antes?

Surpresos, a comissária e o copiloto perguntaram o que ele havia dito para a loira que a convenceu a sair. Ele responde:

— Eu disse a ela que a primeira classe não estava indo para Nova York!

Pesando o nenê

A loira entra na farmácia com um bebê no colo e pergunta para o farmacêutico:

— Moço, eu posso usar a sua balança de bebê?

— Infelizmente a nossa balança para pesar bebês está quebrada — responde ele.

— Mas nós podemos calcular o peso do bebê se pesarmos a mamãe e o bebê juntos na balança de adultos e, em seguida, pesarmos a mamãe sozinha. Depois é só subtrairmos o segundo valor do primeiro!

— Que interessante! — exclama a loira, abismada — Pena que não vai dar certo…

— Por quê? Algum problema?

— É que eu não sou a mãe do bebê! Sou a tia!

Senha do chefe

Aquela secretária loira, que todos chamavam injustamente de burra, foi ao gabinete do chefe pela manhã e viu que ele estava iniciando o seu computador. Muito esperta, segundo ela mesma, ela resolveu espiar, tentando descobrir a senha do patrão, que todos tanto queriam saber.

— Se eu descobrir, o pessoal do escritório nunca mais vai me chamar de burra! — pensou ela.

Depois de alguns instantes puxando assunto com o chefe, ele escreveu a tão esperada senha e ela saiu em disparada da sala do chefe, gritando pra todos os colegas:

— Descobri, descobri! Agora eu sei a senha do chefinho!

— Nossa, não acredito que você conseguiu! — exclamou uma amiga. — mas então fala logo pra gente! Qual é a senha do chefe?

E a loira, toda confiante, de peito estufado, responde:

— Asterisco, asterisco, asterisco, asterisco e asterisco!

Folguinha

Duas funcionárias de uma fábrica estavam conversando:

— Conheço uma maneira de conseguir uns dias de folga! — disse a morena.

— E como você acha que conseguirá? — pergunta a loira.

Ela respondeu a pergunta demonstrando. Subiu pelas vigas e pendurou-se de cabeça para baixo. Nesse momento o chefe entrou, viu a funcionária morena pendurada lá em cima e perguntou:

— Que diabos você está fazendo?

— Sou uma lâmpada — respondeu.

— Hummm… acho que você precisa de uns dias de folga — comentou o chefe.

Ouvindo isso, a morena desceu da viga e se dirigiu para a porta.

A loira foi saindo também, e o chefe puxou-a pelo braço e perguntou:

— Onde você pensa que vai?

— Para casa. Não consigo trabalhar no escuro.

Loira e o helicóptero

Uma loira rica resolve aprender a pilotar helicópteros. Ela se inscreve em uma escola de pilotagem. Após as aulas teóricas e práticas, ela realiza o primeiro vôo sozinha, com o instrutor monitorando da torre de controle.

Segundos após decolar da sua primeira vez, a loira diz pelo rádio:

— Quem é que disse que as loiras são burras e não são capazes de aprender o pilotar? Isso aqui é demais. Estou adorando!

Ela começa a ganhar altura, pega o rádio novamente, e avisa:

— Isto é maravilhoso! A vista é linda! Vou continuar subindo!

Instantes depois o instrutor ouve um estrondo e vê o helicóptero espatifado no chão. Ele sai correndo da torre de comando e, chegando no local da queda, consegue tirar a loira ainda viva do aparelho:

— Meu Deus, o que foi que aconteceu? — pergunta ele.

E a loira, meio zonza, balbucia:

— Sei lá… Estava esfriando muito. A única coisa que eu fiz foi desligar o ventilador!

Loira no zoológico

Ao chegar perto da jaula do leão, ela viu uma placa: “Cuidado com o leão.”

Mais à frente, outra jaula, outra placa: “Cuidado com o tigre.”

Mais à frente: “Cuidado com o urso.”

Depois chega a uma jaula que está vazia e lê: “Cuidado! Tinta fresca.”

Desesperada, a loira sai correndo aos gritos:

— Gente! Socorro! O tinta fresca fugiu! O tinta fresca fugiu!

Atendendo o telefone

Duas irmãs, que por acaso eram loiras, moravam num apartamento quando uma amiga vai visitá-las e nota uma queimadura no rosto de uma delas:

— Nossa amiga, o que foi isso?

— Nem te conto! Estava passando roupa quando o telefone tocou e no reflexo eu acabei atendendo o ferro…

— Nossa que descuido dolorido, amiga…

Nisso chega a outra loira também com o rosto ferido.

— Ué? E a sua irmã? O que aconteceu?

— Ah, é que a ligação era pra ela!

As fugitivas

A loira, a morena e a ruiva estavam assaltando um mercado, fizeram a limpeza total e quando estavam fugindo, a polícia chegou. Elas encontraram um balcão abandonado e tinham três armários, cada uma entrou em um e os policiais entraram. Bateram na porta da ruiva, ela pensou rápido e disse:

— Miau, miau.

O policial desistiu daquele armário, e bateu no outro da Morena que falou:

— Au, au, au.

O policial desistiu desse também, e foi no da loira, a loira então disse:

— É um pato.

Escada Rolante

Duas loiras estavam conversando, quando uma delas disse:

— Amiga, eu estava na escada rolante do shopping, quando de repente ela parou.

— Foi? — perguntou a outra.

— Foi, eu fiquei mais de meia hora de pé esperando ela funcionar.

A outra loira fica indignada e fala:

— Mulher, deixa de ser burra… porque tu não sentou?

Ou o quê?

Uma loira chegou pro médico e disse:

— Doutor eu não consigo fazer sexo com meu marido.

— Bom, me conte como é seu dia.

— Bem de manhã quando estou indo para o trabalho não passa ônibus onde eu moro e eu não gosto de ir a pé então eu chamo um táxi. O taxista me cobra R$15,00 e ele fala “ou paga ou o quê?” aí eu escolho “o quê?”.

Quando chego no trabalho meu chefe olha que eu cheguei atrasada e diz “ou hora extra ou o quê” aí outra vez eu escolho o que.

E quando chego em casa não consigo fazer sexo com meu marido.

— É vamos ter que contar isso para seu marido, ou o quê?

Que férias

Um belo dia, depois de um mês de férias no Rio de Janeiro um loira muito linda chega no seu ônibus para ir embora e se senta ao lado de um rapaz muito elegante e bonito.

A loira fala:

— Até que enfim juntos.

O homem questiona:

— O que você disse?

A loira responde:

— Estou falando com meus joelhos!

Disputa

Num congresso de mulheres, estava sendo disputado quem era melhor, as loiras, as ruivas ou as morenas. Uma morena subiu no palco e disse:

— Nós, morenas, fomos as primeiras a inventar o computador!

— Todas as morenas aplaudiram.

Uma ruiva subiu no palco e disse:

— Nós, ruivas, fomos as primeiras mulheres a ir para a lua.

— Todas as ruivas aplaudiram.

Uma loira subiu no palco e também disse:

— Nós, loiras, ainda não fizemos grande coisa, mas estamos pretendendo a ser as primeiras mulheres há ir para o sol.

— Todas as loiras aplaudiram.

Mas o resto das mulheres riram.

Então, uma morena subiu e disse:

— Se vocês forem para o sol, vocês vão morrer fritas suas antas!

Daí, uma loira subiu no palco e encostou a boca bem pertinho do microfone, mas bem pertinho mesmo e disse:

— Alôo! Mas nós vamos a noite!

Pé quente

Sofrendo com o frio, a loira vai até a farmácia e pede um saco de água quente.

— É para aquecer os pés na cama! — explica ela para o farmacêutico.

— Olha, no momento este produto está em falta, mas eu posso lhe dar uma indicação… Lá em casa eu tenho um gato e coloco ele nos pés da cama… Não é a mesma coisa, mas ajuda bastante!

Empolgada com a sugestão do farmacêutico, a loira passou numa Pet Shop e comprou um gato siamês.

No dia seguinte ela chega na farmácia, furiosa, com arranhões espalhados por todo corpo.

— O que aconteceu? — perguntou o farmacêutico, aflito.

— Tudo isto foi graças a sua ideia maluca de colocar o gato nos pés!

— Por quê? — tornou ele, sentindo-se culpado — O gato era muito bravo?

— Não… Era mansinho… Mas precisa ver o trabalho que ele deu para beber a água quente!

Banheiro

A loira fenomenal estava em uma badalada casa noturna com algumas amigas. Depois de dançar uma boa parte da noite e beijar uma boa parte dos homens, ela resolve ir ao banheiro mas não tem a mínima idéia de onde fica. Até que, para sorte da loira, um barman passa pela pista e ela imediatamente pergunta, no ouvido dele:

— Onde é o banheiro?

O barman responde, apressado:

— Do outro lado…

Então a loira sorri, se aproxima do outro ouvido dele e pergunta:

— Onde é o banheiro?

Advogada Loira

Advogada loira após finalmente concluir o seu longo curso de advocacia, a loira abre o seu escritório. No 1º dia, alguém bate à porta. Para marcar aquela presença, ela pega o telefone e pede para a pessoa entrar e esperar. Fica uns 30 minutos fingindo uma conversa:

— Sim, claro! Eu não perco uma causa! Essa está muito fácil… O homem olha para ela com uma cara desconfiada!

— Com certeza, no próximo julgamento o juiz nos dará sentença favorável e venceremos!

E assim ficou enrolando. Quando desligou, após aquela “longa conversa”, toda educada, ela pergunta:

— Pois não, cavalheiro, no que posso ajudá-lo?

O homem respondeu:

— Sou da companhia telefônica, vim instalar sua linha…

Loira Difícil

O cara, todo boa pinta, encontra uma loira gostosa e começa o xaveco:

— Olá, meu bem… Sabe, primeiro eu vou te dar uns drinques para que você fique um pouco mais solta e alegre…

A moça responde:

— Nem pensar!

— E depois eu vou te levar para uma baladinha mais dançante, aonde vou te dar mais alguns drinques — continua ele.

— Nem sonhando — insiste a loira.

— E depois eu vou te levar pro meu apê, onde a gente pode beber um bom champanhe daqueles bem caros… — insiste o garanhão.

— Mas de jeito nenhum — responde a moça.

— E aí sim eu vou te levar para minha cama e vou fazer amor com você, vou ser um animal. Te possuir como você nunca foi possuída, e durante tanto tempo que você vai pedir para parar.

— Há! Você está louco! Nunca! — desdenha a loira.

— E tem outra, nem vou pôr camisinha — termina o sujeito.

Aí a loira reage:

— Ah, vai pôr sim.

Quebra Cabeça Difícil

Preocupadíssima, a loira liga para o celular do namorado:

— Amorzinho, eu tô com um problemão!

— O que houve, amor?

— Eu comprei um quebra-cabeça, mas não estou conseguindo nem começar a montar! As peças não se encaixam de jeito nenhum…

— Meu amor, eu já te ensinei a montar quebra-cabeça, né? Não lembra daquele da Mônica que eu comprei pra você? Lembre-se, primeiro você tem que achar os cantinhos…

— Eu sei, lembro que você disse isso, mas é que eu não consigo achar nem os cantos… É muito difícil!

— Ok, calma, calma. Qual é a figura que você tem que montar? Deve estar desenhado na caixa!

— É um tigre.

— Tudo bem. Eu vou passar aí pra te ajudar!

Então ele pega a chave de sua BMW, sai de seu escritório e vai para a casa dela.

Chegando lá, ela o recepciona deixando transparecer a ansiedade e apressa-se em resolver o dilema do quebra-cabeça.

— Vem amor, me ajuda! O quebra-cabeça está lá na mesa da cozinha!

O namorado acompanha a loira até a cozinha, olha para a mesa e fica boquiaberto por alguns segundos. Após se recompor, ele respira fundo e esbraveja:

— Quer fazer o favor de colocar os Sucrilhos de volta na caixa?

Loiras 1  |   Loiras  2   |   Loiras 3   |   Bêbados 1  |   Bêbados 2  |  

.... . .