Secretaria da Saúde e Coordenadoria de Proteção Animal trabalham na prevenção contra raiva

A Secretaria de Saúde de Lençóis Paulista, através da Coordenadoria de Proteção Animal, vem atuando em políticas voltadas a cães e gatos no município em relação a raiva. No ano passado (2017) foram realizadas Campanhas de Vacinação Antirrábica nas áreas urbana e rural. Foram vacinados 4.147 cachorros e 695 gatos. Em 2018, a Vacinação Antirrábica teve início em agosto e se estenderá até dezembro. Até o momento foram vacinados 2.858 cachorros e 572 gatos, nas áreas urbana e rural.

Além do trabalho constante contra a raiva em animais domésticos, são os animais de grande porte da área rural que tem preocupado a Secretaria de Saúde de Lençóis Paulista. Em 2017 foram identificados e confirmados 4 casos de raiva em bovinos e equinos e outros 4 casos suspeitos, esses sem coleta de material para confirmação. Todo material foi coletado pela veterinária da Coordenadoria de Proteção Animal e encaminhados para a Faculdade de Medicina Veterinária da Unesp de Botucatu.

Os casos da raiva em bovinos e equinos ocorreram em propriedades nos bairros rurais Fartura, Vargem Limpa e Distrito de Alfredo Guedes. Devido a esses casos, foi reforçada em caráter emergencial a vacinação rural de cães e gatos para evitar a propagação da doença. Também foi feita a orientação aos proprietários sobre a necessidade da vacinação antirrábica no gado.

“Em 2018, recebemos notificação de um veterinário sobre 2 cavalos com sintomas de raiva no bairro do Boqueirão, mas não foi coletado material para análise. Em outra propriedade do bairro Tubunas, um bezerro teve material coletado e enviado para análise, e teve a doença confirmada. Mas estamos atentos e trabalhando para cercar a doença”, comentou Ricardo Conti Barbeiro, secretário da Saúde.

“Em ambos os períodos, 2017 e 2018, a Coordenadoria de Proteção Animal comunicou através de ofícios à Casa da Agricultura de Lençóis Paulista sobre os casos verificados. De acordo com o Manual Técnico de Controle de Raiva em Herbívoros, as ações são coordenadas e supervisionadas pelas Superintendências Federais da Agricultura (SFA), órgão que a Casa da Agricultura é subordinada”, comentou Milena Montanholi Mileski, coordenadora da área de proteção animal.

A Coordenadoria de Proteção Animal prestou apoio quanto ao diagnóstico e orientação da doença, porém a responsabilidade quanto a vacinação antirrábica e coleta e envio de material para análise do gado é do proprietário do animal e órgãos competentes.

Confira a programação da Campanha de Vacinação Antirrábica:

  • 10/11 – 8h às 12h e das 13h às 17h – UBS Dr Antonio Leão Tocci, Cecap
  • 24/11 – 8h às 12h – ESF Vereador Carlos Alberto Baptistella, Maria Cristina

Leia Mais

Leia outras notícias

ESPORTES POLÍCIA CULTURA
POLÍTICA NACIONAL INTERNACIONAL

 



.... . .