SP: vacinação de motoristas e cobradores de ônibus começa hoje

Previsão é de que sejam imunizados 164 mil trabalhadores

Começa hoje (18), no estado de São Paulo, a vacinação de cobradores e motoristas de ônibus municipais e intermunicipais. A previsão é de que sejam imunizados 165 mil trabalhadores entre motoristas, cobradores e demais funcionários do transporte público contra a covid-19.

A vacinação dos trabalhadores do transporte público começou na semana passada, com a imunização dos funcionários do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) com mais de 47 anos de idade.

A partir da sexta-feira (21) devem ser incluídas na vacinação as pessoas com comorbidades e com deficiência, de 45 a 49 anos de idade.

Em todo o estado de São Paulo já foram aplicadas 14,6 milhões de doses de vacinas contra o novo coronavírus, sendo 5 milhões da segunda dose.

Combate pedofilia

 Deputada Estadual Leticia Aguiar  (foto) fez indicações ao Governador do Estado de São Paulo, João Doria, pedindo para que incluísse no plano estadual de vacinação várias categorias entre elas a dos profissionais do transporte público: “Entre as novas indicações procurei atender pedidos de diversas categorias que são igualmente importantes e estão no contato direto, apoiando e trabalhando para minimizar os impactos desta pandemia. Vão desde os jovens entre 25 a 40 anos, que estão nas ruas trabalhando como entregadores de comida, caixas de supermercados, balconistas, aos profissionais da Companhia Metropolitana de Trens e Metroviários, motoristas de ônibus e agentes de trânsito, entre outros.” declarou a parlamentar.

Covid-19: homens e idosos são principais vítimas de casos graves

Estudo avaliou 178 mil pacientes no Brasil

Homens e idosos são as principais vítimas de casos graves e mortes por covid-19, segundo estudo que avaliou 178 mil pacientes no Brasil, sendo 33 mil com diagnóstico confirmado para a doença. Embora já fosse sabido que esses dois grupos eram mais suscetíveis ao novo coronavírus, é a primeira vez que essas constatações são apresentadas de maneira sistematizada, com análise de parâmetros laboratoriais de amostras de uma grande quantidade de pessoas em uma única pesquisa.

Os resultados do estudo, liderado pelo professor da Universidade de São Paulo (USP), Helder Nakaya, e com a participação do pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Bahia, Bruno Bezerril, foram descritos em artigo publicado no International Journal of Infectious Diseases. Além deles, a pesquisa também contou com especialistas de diversas instituições nacionais e internacionais.

Os resultados do estudo foram divulgados nesta segunda-feira (17) na página da Fiocruz. Os cientistas estabeleceram um perfil laboratorial dos pacientes, com a contagem completa de células sanguíneas, eletrólitos, metabólitos, gases no sangue arterial, enzimas, hormônios, biomarcadores de câncer, dentre outros.

fonte: aquietrabalho.com
Deputada Estadual Leticia Aguiar

.... . .