Lençóis Paulista inicia atendimentos de serviço móvel de ressonância magnética

Começou nesta segunda-feira, 17, o Serviço Móvel de Ressonância Magnética contratado pela Prefeitura para reduzir a demanda de exames no município. Os atendimentos vão ocorrer de segunda-feira a sábado e os pacientes que já estão na fila do exame do município devem aguardar o agendamento realizado pela Central de Regulação da Secretaria de Saúde de Lençóis Paulista. Um profissional da secretaria vai entrar em contato para agendar a data e horário do exame.

“A quebra dos equipamentos de ressonância no Hospital Estadual e no Hospital de Base de Bauru gerou fila de espera em vários municípios. Com a realização desses exames, vamos poder retomar o atendimento de pacientes que aguardam a ressonância para prosseguir com o tratamento”, explica o secretário de Saúde, Ricardo Conti Barbeiro.

Segundo Ricardo, a carreta deve realizar 400 exames em um período de 2 meses, com uma média de 12 a 20 atendimentos por dia. Também é esperado que o serviço possa ser estendido para uma segunda etapa, onde vão ser atendidos os casos de maior complexidade. “Caso essas pessoas tivessem que esperar o exame ser realizado em Bauru, teriam que aguardar de um a dois anos até conseguirem ser atendidos. Infelizmente, o tempo de espera da fila regional está muito grande”, reforça o secretário.

O mutirão foi viabilizado por uma emenda de R$ 200 mil solicitada pelo vereador Manoel dos Santos Silva, o Manezinho, junto ao deputado estadual Edmir Chedid. O pedido foi feito em abril de 2018 e a liberação dos recursos ocorreu no final do ano passado. A empresa que venceu a licitação para a realização dos exames foi a Motta & Freitas Serviços Médicos, de Indaiatuba.

O serviço ficará localizado no estacionamento do Ginásio Municipal Antônio Lorenzetti Filho, o Tonicão, e a recomendação é que as pessoas que tiverem o atendimento agendado compareçam ao local com 15 minutos de antecedência, seguindo as indicações do cartão de agendamento. O laudo ficará disponível no Ambulatório de Especialidades e o retorno poderá ser agendado 20 dias após o exame.

“Sabemos que esse tipo de exame é de responsabilidade do Governo do Estado de São Paulo, porém, como a fila acabou chegando a esse patamar em decorrência da quebra de aparelhos de ressonância em Bauru, precisávamos agir de alguma forma. Felizmente, conseguiremos zerar a demanda por conta dessa verba que o vereador Manezinho conseguiu junto ao deputado Edmir Chedid”, disse o prefeito de Lençóis Paulista, Anderson Prado.

.... . .