Morre Zé do Pito, apresentador sertanejo na década de 70

Na madrugada desta quarta-feira (07) morreu em Lençóis Paulista José Majórico da Silva (Zé do Pito) apresentador de programas sertanejos dos anos 70 e antigo funcionário da Rádio Local. Zé que estava com 72 anos de idade, era considerado um coringa pela maioria dos locutores e apresentadores da emissora. Polivalente, atuava em todas as áreas, sobretudo na parte técnica, onde exigia muita astucia e inteligência. Profissional exemplar, emprestava seus conhecimentos técnicos à empresa desde 1969 quando o empresário João Carlos Lorenzetti adquiriu a emissora de Francisco Maranzatto Neto. Independente do horário e das condições do tempo, qualquer que fosse o problema técnico da emissora, lá estava Zé do Pito para resolver. Em tempos idos, quando a Rádio local cobria grandes partidas de futebol por todo o interior do Estado, Zé do Pito era o auxiliar do locutor. Era ele quem instalava os cabos, organizava a aparelhagem para que tudo saísse a contento. Avesso a holofotes, insistia para que os narradores não citassem seu nome, mas descumprindo suas ordens, o nome dele era sempre lembrado no inicio ou no final da transmissão. Dotado de uma inteligência ímpar, Zé do Pito estava sempre um passo à frente de todos de sua geração. Não se preocupava com “coisas pequenas”. Para ele, tudo tinha uma explicação técnica. Dizia ele que a única coisa que não tem explicação e não se pode mudar, é o “dia da morte”. E, foi essa mesma morte cruel, ceifadora de vidas, que levou o grande Zé do Pito para uma dimensão superior, onde por certo ele aplicará todas as suas técnicas e conhecimentos para propiciar o bem estar de que já estiver por lá. O corpo de Zé do Pito está sendo velado no velório Municipal e o sepultamento está marcado para amanhã (quinta-feira dia 08/08), às 9 horas, no Cemitério Alcides Francisco.

Leia outras notícias

ESPORTES POLÍCIA CULTURA
POLÍTICA NACIONAL INTERNACIONAL

 



.... . .