Secretaria da Saúde realiza nebulização contra o mosquito da dengue

A equipe de controle de vetor da Secretaria de Saúde do Município iniciou na semana passada a nebulização, ação serve para impedir a disseminação da doença, que é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. No Jardim Maria Luíza I, onde foi constatado recentemente um caso positivo de dengue, o trabalho foi concluído no sábado, dia 2. Sandra Correa, coordenadora do NEEGS (Núcleo Estratégico de Educação e Gerenciamento de Dados da Saúde), afirma que a nebulização só será realizada em bairros onde for constatado caso positivo de dengue. O trabalho de nebulização é feito por servidores públicos, do Controle de Vetor, treinados para esta ação específica. Eles trabalham com todo equipamento de segurança necessário e acompanhados de outros profissionais, também do Controle de Vetor, uniformizados e com crachá de identificação. O trabalho é feito com nebulizador manual, costal, por ir nas costas do aplicador. Ele tem um motor que impulsiona o vapor/névoa para dentro das residências e em seus arredores, com inseticida, gerada pelo aparelho.

Com frisou Sandra, o critério para nebulização é ter um caso positivo o bairro. A partir de então é traçado um raio de 150 metros, e todas as residências neste espaço são nebulizadas. Até o momento, o único caso confirmado de dengue na cidade foi do morador do Jardim Maria Luíza I.
A Nebulização não é prevenção, é uma ação para impedir a disseminação da dengue, doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. “A melhor ação sempre é a prevenção, e cada um deve fazer a sua parte, não deixando recipientes que possam acumular água em seu quintal, verificando calhas, canaletas, ralos e conversando com o seu vizinho para que faça o mesmo. Ninguém deve jogar lixo em vias públicas”, comenta Sandra.

Leia Mais

Leia outras notícias

ESPORTES POLÍCIA CULTURA
POLÍTICA NACIONAL INTERNACIONAL

 



.... . .